Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

Brasil Rodrigo Maia tem manifestado a amigos que está mais cético sobre a possibilidade de reeleição na presidência da Câmara

Compartilhe esta notícia:

Chegou a Maia a informação de não há votos suficientes no tribunal. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Rodrigo Maia tem manifestado a amigos que está mais cético sobre a possibilidade de que o STF valide o entendimento de que é possível o presidente da Câmara se reeleger. Chegou a Maia a informação de não há votos suficientes no tribunal para reinterpretar o que está dito na Constituição.

Visita

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), agradeceu a nota assinada por seis ex-ministros das Relações Exteriores que repudiaram a visita do secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, às instalações da Operação Acolhida, em Roraima, na região da fronteira com a Venezuela.

No documento, os ex-ministros afirmaram que o Brasil tem a obrigação de zelar pela estabilidade das fronteiras e o convívio pacífico e respeitoso com os vizinhos, pilares da soberania e da defesa. “Nesse sentido, condenamos a utilização espúria do solo nacional por um país estrangeiro como plataforma de provocação e hostilidade a uma nação vizinha”, escreveram.

Pompeo foi recebido pelo ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, em Boa Vista (RR) Segundo Maia, a visita do secretário “não condiz com boa prática diplomática internacional”. Araújo afirmou, em nota oficial, que “o povo brasileiro tem apego pela democracia” e que o regime de Maduro, na Venezuela, trabalha “permanentemente para solapar a democracia em toda a América do Sul”.

No domingo (20), além das manifestações dos ex-chanceleres, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) publicou um post no Twitter dizendo que a política externa brasileira não vai bem e que a votação sobre o embaixador do Brasil nos Estados Unidos deve ser adiada. Está marcada para esta semana a votação, no plenário do Senado, da indicação do diplomata Nestor Foster para o posto.

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que a visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, ao Brasil mostra que os dois países estão alinhados na busca por reestabelecer o regime democrático na Venezuela. Pompeo visitou Boa Vista (RR), cidade que tem recebido venezuelanos que fogem do país.

Bolsonaro não se manifestou sobre as críticas do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que afirmou que a visita de Pompeo “não condiz com boa prática diplomática internacional”.

O presidente também disse a Operação Acolhida, realizada em Roraima, transferiu 1.300 venezuelanos para outras cidades brasileiras somente em agosto. Segundo Bolsonaro, 41.146 venezuelanos já foram transferidos para 608 cidades brasileiras.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

O estresse e ansiedade aumentam casos de dentes quebrados durante a pandemia
O empresário Abílio Diniz diz que o País vai se recuperar rápido e surpreender o mundo
Deixe seu comentário
Pode te interessar