Segunda-feira, 26 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Thunderstorm

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Rússia anuncia a produção do primeiro lote da vacina Sputnik V no Vietnã

Compartilhe esta notícia:

O Instituto Gamaleya de Moscou, que criou a vacina russa, deve agora verificar a qualidade do lote

Foto: Reprodução
O Instituto Gamaleya de Moscou, que criou a vacina russa, deve agora verificar a qualidade do lote. (Foto: Reprodução)

A Rússia anunciou nesta quarta-feira (21) que produziu um primeiro lote de sua vacina contra o coronavírus, Sputnik V, no Vietnã, com o objetivo de facilitar o acesso à imunização neste país que luta frear uma onda de Covid-19.

O primeiro lote, que é um teste, foi fabricado em associação com a empresa farmacêutica pública vietnamita Vabiotech, anunciou em um comunicado o Fundo RDIF (Russo de Investimentos Diretos), que financiou o desenvolvimento da Sputnik V.

O Instituto Gamaleya de Moscou, que criou a vacina russa, deve agora verificar a qualidade do lote. “O RDIF e a Vabiotech cooperam de maneira estreita no processo de transferência de tecnologia para garantir um acesso mais fácil a Sputnik V para a população vietnamita”, afirmou o diretor do RDIF, Kirill Dmitriev, citado no comunicado.

O presidente da Vabiotech, Dat Tuan Do, celebrou uma “cooperação que ajudará a fornecer vacinas de qualidade a um custo acessível ao Vietnã e outros países do sudeste asiático”.

O Vietnã enfrenta atualmente uma alta de casos de Covid-19, que forçou o governo a ordenar o confinamento de dezenas de milhões de habitantes. Citado como modelo de gestão da crise sanitária no início da pandemia, o Vietnã tem problemas atualmente para conseguir vacinas.

Segundo o ministério da Saúde foram administradas apenas 4,3 milhões de doses até o momento. O RDIF destaca que a vacina russa foi autorizada até o momento em 68 países.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Supremo prorroga inquérito sobre suposta interferência na Polícia Federal
França afirma que enfrenta a quarta onda do coronavírus
Deixe seu comentário
Pode te interessar