Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Política Sem citar a Rússia, governo brasileiro condena ataque contra hospital infantil na Ucrânia

Compartilhe esta notícia:

A instituição de saúde foi parcialmente destruída em Kiev

Foto: Reprodução de vídeo
O governo brasileiro reitera sua condenação a ataques em áreas densamente povoadas. (Foto: Reprodução de vídeo)

O governo brasileiro condenou o bombardeio russo que atingiu o hospital infantil Ohmatdyt, em Kiev, capital da Ucrânia. O ataque ocorreu na segunda-feira (8). Outras cidades ucranianas também foram alvo de mísseis. Mais de 30 pessoas morreram, incluindo crianças.

“O governo brasileiro reitera sua condenação a ataques em áreas densamente povoadas, especialmente quando acarretam danos a instalações hospitalares e a outras infraestruturas civis, e expressa sua solidariedade às vítimas e a seus familiares”, afirmou o Itamaraty em comunicado, sem citar a Rússia.

O Itamaraty pediu a ambas as partes do confronto que o direito internacional humanitário seja respeitado, assim como a proteção especial conferida a instalações e unidades médicas, “que devem ser respeitadas em todas as circunstâncias”.

“Até que os atores relevantes se engajem de forma genuína e eficaz em negociações de paz, o Brasil reitera o apelo para que três princípios para a desescalada da situação sejam observados: não expansão do campo de batalha, não escalada dos combates e não inflamação da situação por qualquer parte”, afirmou o governo em comunicado.

O governo russo negou a autoria do ataque ao hospital e afirmou que a destruição foi causada por um sistema defeituoso de defesa aérea da Ucrânia.

Confira a nota do Itamaraty na íntegra:

“O governo brasileiro condena o bombardeio que atingiu o hospital infantil Ohmatdyt, em Kiev, que resultou em um número expressivo de vítimas fatais, incluindo crianças. O governo brasileiro reitera sua condenação a ataques em áreas densamente povoadas, especialmente quando acarretam danos a instalações hospitalares e a outras infraestruturas civis, e expressa sua solidariedade às vítimas e a seus familiares. O Brasil exorta as partes no conflito a cumprirem suas obrigações perante o direito internacional humanitário, inclusive a proteção especial conferida a instalações e unidades médicas, que devem ser respeitadas em todas as circunstâncias. O governo brasileiro continua a defender o diálogo e uma solução pacífica para o conflito na Ucrânia. Até que os atores relevantes se engajem de forma genuína e eficaz em negociações de paz, o Brasil reitera o apelo para que três princípios para a desescalada da situação sejam observados: não expansão do campo de batalha, não escalada dos combates e não inflamação da situação por qualquer parte.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

“Sinceramente, é o tipo de reunião que não me interessa”, afirma Lula sobre evento da direita em Balneário Camboriú
Onda de frio: município gaúcho registra -4,2°C
https://www.osul.com.br/sem-citar-a-russia-governo-brasileiro-condena-ataque-contra-hospital-infantil-na-ucrania/ Sem citar a Rússia, governo brasileiro condena ataque contra hospital infantil na Ucrânia 2024-07-09
Deixe seu comentário
Pode te interessar