Terça-feira, 27 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Light Rain

Bem-Estar Simers e Associação Brasileira de Psiquiatria firmam parceria

Compartilhe esta notícia:

O objetivo da parceria é a defesa da psiquiatria e do psiquiatra

Foto: Divulgação
O objetivo da parceria é a defesa da psiquiatria e do psiquiatra. (Foto: Divulgação)

Uma parceria entre o Simers (Sindicato Médico do Rio Grande do Sul) e a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) para defender e fortalecer a psiquiatria no País foi firmada neste mês. O acordo foi assinado entre o presidente do sindicato, Marcelo Matias, e o presidente da associação, Antônio Geraldo.

A intenção já havia sido tratada durante encontro em março entre o diretor de Interior do Simers e psiquiatra, Fernando Uberti, o presidente da ABP, o vice-presidente do Simers, Marcos Rovinski, e o vice-presidente da entidade nacional, Cláudio Martins.

O objetivo da parceria é a defesa da psiquiatria e do psiquiatra, na forma das grandes discussões envolvendo a parcela cada vez maior da população que passa por sofrimento psiquiátrico. Pelo acordo, as duas entidades querem avançar em assuntos comuns, como a atualização da legislação vigente sobre a assistência em saúde mental, entre outras ações.

O Simers e a ABP desejam ampliar a atuação na área política, na realização e apoio mútuo de eventos; na realização e pesquisa de dados sobre a saúde psiquiátrica de médicos, estudantes de medicina e sociedade em geral; na participação em espaços de debate e decisão sobre psiquiatria e saúde mental em instituições como Assembleias Legislativas e Ministério Público e na participação em campanhas como a do Setembro Amarelo.

Também ficou acertado que o Simers atuará como apoiador institucional do 38º Congresso Brasileiro de Psiquiatria, promovido pela ABP, que ocorrerá em Porto Alegre em outubro. O diretor Fernando Uberti é um dos integrantes do comitê organizador local do evento.

Uberti também destacou a importância dessa parceria. “Teremos uma atuação articulada e ampla, que envolverá temas como o desabastecimento de medicamentos, fechamento de leitos psiquiátricos e valorização do psiquiatra. A psiquiatria ocupa papel fundamental na sociedade de hoje e, historicamente, foi muito instrumentalizada por políticos e ideologias. Não podemos nos ausentar desse debate e do desafio constante que é fortalecê-la”, afirmou.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Bem-Estar

Planos de saúde passam a cobrir seis tipos de exames que podem auxiliar no diagnóstico do coronavírus
Estado pagará custos de 47 novos leitos de UTI no interior
Deixe seu comentário
Pode te interessar