Terça-feira, 18 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Cloudy

Saúde Sputnik V tem eficácia de 97,6%, diz farmacêutica; dados serão revisados

Compartilhe esta notícia:

Instituto Gamaleya diz que dados tem com base a taxa de infecção entre os 3,8 milhões de vacinados duas doses na Rússia; estudo deve ser publicado em maio. Foto: Divulgação). (Foto:

Foto: Divulgação
Governo tenta conter a pandemia sem alarmar a população, que está cética em relação à vacina. (Foto: Divulgação)

A vacina Sputnikv V tem eficácia de 97,6% contra o novo coronavírus, afirmou nesta segunda-feira (19) o Instituto Gamaleya, que desenvolveu o imunizante russo. Ainda conforme o instituto, os dados serão revisados por outros cientistas e publicados em uma revista médica em maio.

De acordo com a farmacêutica russa, os dados de eficácia têm como base a análise da taxa de infecção entre os 3,8 milhões de vacinados com duas doses na Rússia entre 5 de dezembro e 31 de março.

Conforme o cruzamento do número de pessoas que foram vacinadas com a Sputnik V com o de cidadãos russos que foram infectados com Covid-19, a taxa de infecção a partir do 35º dia depois da primeira dose foi de apenas 0,027%.

Por outro lado, a taxa de incidência da doença entre a população adulta não vacinada foi de 1,1% a partir do 35º dia depois do início da vacinação em massa na Rússia.

“A real eficácia da vacina Sputnik V pode ser ainda maior do que os resultados de nossas análises demonstram, uma vez que os dados do sistema de registro de casos permitem um lapso de tempo entre a coleta da amostra (a data real da doença) e o diagnóstico”, disse, em comunicado, Alexander Gintsburg, diretor do Instituto de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya.

Já o CEO do Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF) – que financiou o desenvolvimento da vacina –, Kirill Dmitriev, afirmou que os novos dados mostram que a Sputnik V apresenta “uma das melhores taxas de proteção contra o coronavírus entre todas as vacinas”.

“Dados publicados pelo principal jornal médico The Lancet demonstraram a eficácia do Sputnik V em 91,6%. A análise dos dados da taxa de infecção de quase 4 milhões de vacinados na Rússia mostra que a eficácia da vacina é ainda maior, chegando a 97,6%”, destacou.

“Os países que aprovaram o uso do Sputnik V fizeram a escolha certa ao escolher uma das ferramentas mais eficazes para a prevenção do coronavírus.”

De acordo com o Gamaleya, a Sputnik V já foi aprovada para uso em 60 países com uma população total de 3 bilhões de pessoas.

“O imunizante ocupa o segundo lugar entre as vacinas contra o coronavírus em todo o mundo em termos de número de aprovações emitidas por reguladores governamentais”, disse a farmacêutica.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Equipamentos abandonados em pátio de hospital de Canoas são recuperados
Procuradoria-Geral da República quer que governadores expliquem uso de verbas para o combate à pandemia
Deixe seu comentário
Pode te interessar