Terça-feira, 01 de Dezembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Fair

Brasil Mais de mil denúncias de disparo em massa no WhatsApp são recebidas pelo Tribunal Superior Eleitoral

Compartilhe esta notícia:

Para informar sobre mensagens suspeitas, basta preencher um formulário, que está disponível no site do TSE.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Esta eleição é a primeira em que a totalização dos dados é feita toda pelo TSE. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) informou nesta quarta-feira (28) que recebeu 1.037 denúncias de disparos em massa de mensagens no WhatsApp. As contas do aplicativo são suspeitas de disseminar conteúdos falsos durante as eleições municipais. As denúncias foram recebidas entre 27 de setembro e 26 de outubro.

Após passarem por um processo de checagem, 17 foram descartadas por não estarem relacionadas com as eleições. Foram enviadas para providências da plataforma 1.020 denúncias, que realizou o banimento de 256 contas.

Os números fazem parte dos primeiros resultados da parceria entre o TSE e a empresa para combater às fake news durante a campanha eleitoral.

No início da campanha, o tribunal lançou uma plataforma de denúncias. Para informar sobre mensagens suspeitas, basta preencher um formulário, que está disponível no site do TSE.

Devido à pandemia de Covid-19, o primeiro turno das eleições deste ano foi adiado de 4 de outubro para 15 de novembro. O segundo turno, que seria em 25 de outubro, foi marcado para 29 de novembro. Os eleitores vão às urnas para eleger prefeitos, vice-prefeitos e vereadores.

Tropas federais

O Tribunal Superior Eleitoral aprovou na terça-feira (27) o envio de tropas federais para garantir a segurança do primeiro turno das eleições em sete estados. Soldados das Forças Armadas serão enviados para localidades do Amazonas, Pará, Maranhão, de Mato Grosso do Sul e do Rio Grande do Norte, Acre e Tocantins.

Os pedidos de envio de forças foram feitos pelos TREs (tribunais regionais eleitorais) para garantir a normalidade da eleição. As 345 localidades que vão receber as tropas têm histórico de conflitos durante as eleições e baixo efetivo de policiais militares.

Com a aprovação dos pedidos, a decisão do TSE será encaminhada ao Ministério da Defesa, pasta responsável pelas ações desenvolvidas pelas Forças Armadas.

Nas eleições gerais de 2018, o TSE autorizou o envio de tropas para 510 municípios em 11 Estados. Nas eleições municipais de 2016, foram 467 municípios de 14 Estados.

Data das eleições

Em função da pandemia de coronavírus, o Congresso Nacional promulgou emenda constitucional que adiou o primeiro turno das eleições deste ano de 4 de outubro para 15 de novembro. O segundo turno, que seria em 25 de outubro, foi marcado para 29 de novembro.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Educação para meninas pode aumentar o PIB de países como o Brasil em até 10%
Teste feito em casa identifica infecção pelo coronavírus com análise da saliva
Deixe seu comentário
Pode te interessar