Sábado, 08 de Maio de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy / Wind

Saúde União Química espera receber a autorização para testes da Sputnik V no Brasil até a semana que vem

Compartilhe esta notícia:

A expectativa é de que a produção do imunizante russo no Brasil comece em abril

Foto: Divulgação
Segundo a Anvisa, a vacina pode oferecer risco à segurança em razão dos chamados "adenovírus replicantes". (Foto: Divulgação)

A farmacêutica brasileira União Química, que produzirá a vacina russa Sputnik V contra a Covid-19, espera obter aprovação regulatória para a condução de testes da fase 3 ainda nesta semana ou, no máximo, no início da próxima, disse o presidente-executivo da empresa, Fernando Marques.

Marques afirmou na terça-feira (02) que os bons resultados verificados em testes de estágio avançado da Sputnik V na Rússia, publicados pela revista científica Lancet, vão ajudar a acelerar a aprovação dos testes no Brasil.

“Assim que o regulador de saúde do Brasil aprovar os testes, começaremos e eles levarão de 60 a 90 dias”, disse. A empresa começou a fazer lotes-piloto dos ingredientes ativos para a vacina em sua instalação de biotecnologia de ponta equipada com biorreatores em Brasília em um acordo de transferência de tecnologia com o Fundo de Investimento Direto Russo, que comercializa a Sputnik V.

A expectativa é de que a produção comece em abril e chegue a 8 milhões de doses por mês até maio para venda no Brasil e em países vizinhos que já solicitaram informações sobre a disponibilidade da vacina. Entre eles, estão Uruguai, Paraguai, Bolívia, Equador e Argentina, que começou a imunizar a sua população em dezembro com a vacina russa.

“Primeiro a população brasileira, para que o País possa voltar a funcionar normalmente sem esse vírus atrapalhar a economia”, disse Marques, ao destacar que o Brasil terá prioridade no recebimento das doses.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

A Arábia Saudita proíbe a entrada de viajantes do Brasil, dos Estados Unidos e da Argentina
Santa Maria recebe 15 pacientes com coronavírus vindos de Manaus
Deixe seu comentário
Pode te interessar