Últimas Notícias > Colunistas > Em Santa Maria, Bolsonaro reafirmou apoio à flexibilização da posse de armas

Copa América tem média de 18 mil ingressos vendidos para cada jogo

Ao todo, pouco mais de 480 mil bilhetes estão vendidos. Há cinco jogos esgotados. (Foto: Alexandre Loureiro/ COL Copa América Brasil 2019)

A três semanas para o início da Copa América, a venda de ingressos para o torneio superou a marca de 480 mil, informou o COL (Comitê Organizador Local). O montante ainda não deixou satisfeito o presidente da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol), Alejandro Domínguez, segundo contou o próprio dirigente em entrevista ao jornal O Globo.

Como a competição tem 26 partidas, há uma média de 18,4 mil bilhetes vendidos por partida. Todos os estádios — Maracanã, Mineirão, Morumbi, Arena Corinthians, Arena do Grêmio e Fonte Nova — têm pelo menos 40 mil lugares. O COL afirma que “a procura pelos ingressos tem aumentado” — ao todo, serão colocados à venda 1 milhão de entradas. Até o momento, cinco jogos já estão esgotados: Abertura: Brasil x Bolívia, no Morumbi, dia 14 de junho; Final no Maracanã, dia 7 de julho; Argentina x Colômbia, na Fonte Nova, em 15 de junho; Brasil x Venezuela, Fonte Nova, em 18 de junho e Brasil x Peru, na Arena Corinthians, em 22 de junho.

De acordo com os organizadores, torcedores de 110 países já compraram ingressos para a Copa América. Está em curso a venda do terceiro lote de ingressos, e o quarto estará disponível nos próximos dias.

Os países com maior procura de bilhetes são, em ordem: Brasil, Chile, Argentina, Colômbia, Peru, Uruguai, Estados Unidos, Alemanha, Espanha e Bolívia.

A preocupação do presidente da Conmebol também abrange o volume de patrocínios conseguidos até o momento. Mas, tanto em relação aos ingressos quanto às parcerias, ele crê que a meta ainda será atingida.

O site copaamerica.com é o canal oficial para a venda de ingressos. Mas há pontos de venda em cada uma das cidades-sede.

Granja Comary

De tempos em tempos a Granja Comary passa por obras. A maior delas aconteceu há pouco mais de cinco anos, às vésperas da Copa do Mundo do Brasil, quando todo o “hotel” que serve de alojamento para os jogadores foi reformado. Os cartolas também fizeram barulho quando foi inaugurado, em maio do ano passado, o “Centro de Excelência do Futebol Brasileiro”, que abriga equipamentos de preparação física e estrutura médica de última geração.

A reforma mais recente é bem mais prosaica, mas ainda assim deverá ter um impacto positivo para a Seleção Brasileira: o principal campo de treinamento ganhou refletores, o que permitirá que a comissão técnica possa eventualmente estender os treinos de fim de tarde ou até mesmo programar atividades à noite.

A ausência de refletores nunca foi uma reclamação pública entre os treinadores que passaram pela seleção, mas é inegável que o trabalho poderá ser incrementado com as novas torres de iluminação. Isso porque pelo menos dez atividades neste período de preparação para a Copa América estão marcadas para acontecer a partir das 16h. E, em Teresópolis, a noite começa a cair por volta de 17h30min nesta época do ano.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) também construiu uma estrutura definitiva ao lado do principal campo de treino, onde antes havia uma pequena arquibancada. Além de poder receber convidados, patrocinadores e, eventualmente, o público em geral, o local ganhou uma ampla área coberta para abrigar a imprensa.

No alto, há ainda uma parte de uso restrito que será utilizada pelos analistas de desempenho da seleção, que será ocupada durante os treinamentos. No passado recente, os analistas ficavam posicionados em estruturas provisórias.

A CBF não quis informar o valor gasto nas novas instalações.

 

Deixe seu comentário: