Sexta-feira, 06 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

Economia A previsão de superávit comercial do Brasil este ano sobe para 50 bilhões de dólares

De acordo com o texto, o Coaf passará a se chamar Unidade de Inteligência Financeira. (Foto: Arquivo/Wilson Dias/Agência Brasil)

Os economistas do mercado financeiro alteraram a projeção para a balança comercial em 2019 na pesquisa Focus realizada pelo BC (Banco Central), de superávit comercial de US$ 50,50 bilhões para superávit de US$ 50,60 bilhões. Um mês atrás, a previsão era de US$ 50,25 bilhões. Para 2020, a estimativa de superávit foi de US$ 46,00 bilhões para US$ 46,40 bilhões, ante US$ 45,33 bilhões de um mês antes. O Relatório de Mercado Focus foi divulgado nesta segunda-feira (24) pelo BC. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Na estimativa mais recente do BC, o saldo positivo de 2019 ficará em US$ 40,00 bilhões. Esta projeção foi atualizada no Relatório Trimestral de Inflação (RTI) de março.

No caso da conta corrente, a previsão contida no Focus para 2019 seguiu em déficit de US$ 23,00 bilhões, ante US$ 25,00 bilhões de um mês antes. Para 2020, a projeção de rombo permaneceu em US$ 32,80 bilhões. Um mês atrás, o rombo projetado era de US$ 35,30 bilhões. O BC projeta déficit em conta de US$ 30,8 bilhões em 2019.

Para os analistas consultados semanalmente pelo BC, o ingresso de Investimento Direto no País (IDP) será mais do que suficiente para cobrir o resultado deficitário nos próximos anos. A mediana das previsões para o IDP em 2019 foi de US$ 84,30 bilhões para US$ 85,00 bilhões, ante US$ 83,29 bilhões de um mês atrás.

Para 2020, a expectativa foi de US$ 84,36 bilhões para US$ 84,28 bilhões, ante US$ 84,36 bilhões de um mês antes. O BC projeta IDP de US$ 90,0 bilhões em 2019.

IPCA

A projeção mediana para o IPCA 2019 atualizada com base nos últimos 5 dias úteis passou de 3,83% para 3,80%, conforme o Relatório de Mercado Focus. Houve 89 respostas para esta projeção no período. Há um mês, o porcentual calculado estava em 4,10%.

No caso de 2020, a projeção do IPCA dos últimos 5 dias úteis foi de 3,99% para 3,90%. Há um mês, estava em 4,00%. A atualização no Focus foi feita por 83 instituições.

As projeções mais recentes do BC, considerando o cenário de mercado, apontam para inflação de 3,6% em 2019 e 3,9% em 2020. Elas constaram no comunicado da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), na semana passada. Na ocasião, o BC manteve a Selic (a taxa básica de juros) em 6,50% ao ano, pela décima vez consecutiva.

Os economistas do mercado financeiro alteraram levemente a previsão para o IPCA em junho de 2019, de deflação de 0,01% para deflação de 0,02%, conforme o Relatório de Mercado Focus, divulgado pelo Banco Central. Um mês antes, o porcentual projetado indicava inflação de 0,27%.

Para julho, a projeção no Focus seguiu em alta de 0,20% e, para agosto, com elevação de 0,12%. Há um mês, os porcentuais de alta eram de 0,20% e 0,12%, respectivamente.

No Focus de hoje, a inflação suavizada para os próximos 12 meses foi de 3,57% para 3,56% de uma semana para outra – há um mês, estava em 3,56%.

Todas de Economia

Compartilhe esta notícia:

O governo aprova resolução para a entrada de empresas no mercado de transporte e distribuição de gás natural
Gastos de brasileiros no exterior registraram queda de quase 10% em maio
Deixe seu comentário
Pode te interessar