Últimas Notícias > Colunistas > Da arte da espada

Atrizes usarão preto no Oscar Britânico em protesto contra o assédio sexual

Grande maioria das atrizes que participaram do Globo de Ouro, no dia 7 de janeiro, ostentaram looks pretos. (Foto: Reprodução)

O tapete vermelho do British Academy Film Awards (Bafta), evento conhecido o Oscar Britânico e marcado para o dia 18 de fevereiro, promete virar palco de uma manifestação contra o assédio sexual, assim como ocorreu no Globo de Ouro, no dia 7 de janeiro, quando as indicadas, apresentadoras e convidadas ostentaram luxuosos looks pretos.

Segundo a rede BBC, uma carta de apoio ao movimento Time’s Up está circulando entre os trabalhadores das indústrias de cinema e TV britânicas, pedindo que as atrizes vistam preto no evento.

“Quase 2/3 das mulheres do Reino Unido entre 18 e 24 anos já foram assediadas sexualmente no ambiente de trabalho”, diz o texto do movimento. “Esperamos que as que são privilegiadas o bastante por terem plataformas para se expressar as usem para tornar de conhecimento público as experiências das mulheres da nossa indústria que foram silenciadas e marginalizadas.”

Dress code

A carta convite encaminhada aos convidados sugere o dress code para as mulheres: “usem preto para a cerimônia de premiação, para acompanhar as nossas irmãs que participaram do Globo de Ouro”. Para os homens, sugere o uso de acessórios – como bottons – em apoio ao movimento.

O site afirma que entre as apoiadoras do protesto estão Emma Watson, Emma Thompson, Keira Knightley, Emilia Clake e Felicity Jones. Os homens irão usar broches em apoio ao movimento.

A atriz Joanna Lumley será a apresentadora do Bafta neste ano. Será a primeira vez em mais de uma década que a cerimônia terá uma mulher no comando.  As indicações, porém, foram decepcionantes no que diz respeito à presença feminina: não há mulheres na categoria de direção e nenhum longa de diretora disputa os prêmios de melhor filme e melhor filme britânico.

Deixe seu comentário: