Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > No Rio, Luan é preocupação para o Grêmio visando decisão da Libertadores

Cientistas publicam estudo sobre fóssil de dinossauro encontrado em Santa Maria

(Foto: Rodrigo Temp Müller/Reprodução)

Somente com a tecnologia atual, o estudo de um fóssil encontrado há duas décadas em Santa Maria pôde ser concluído. A publicação do primeiro estudo sobre os ossos externos do crânio de um dinossauro gaúcho, o Saturnalia tupiniquim, aconteceu nesta sexta-feira (06). Os estudos foram realizados por pesquisadores da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e da Universidade de São Paulo (USP).

Estima-se que o animal tenha habitado o Estado cerca de 230 milhões de anos atrás. Com o uso de um microtomógrafo foi possível examinar o crânio do Saturnalia e fazer reconstrução em modelos 3D.

Características
Ele possuía um crânio de menos de 10 centímetros de comprimento e um pescoço longo. As análises revelaram detalhes adicionais de como foi a evolução da dieta desses animais. As formas mais antigas se alimentavam de pequenas presas, enquanto que as formas mais avançadas começaram a acumular características que ajudaram na aquisição de uma dieta herbívora.