Home > Notícias > Brasil > Prévia da inflação oficial do País registra a menor taxa acumulada em 12 meses desde 2007

“A culpa não é minha. Eu votei no Aécio”: usuários fazem piada apoiadores de tucano

Ronaldo participou de manifestações e usou camiseta. (Foto: Reprodução)

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) está mergulhado numa crise política desde a noite desta quarta-feira, quando o jornal O Globo revelou informações da delação do empresário Joesley Batista, da JBS. Na manhã desta quinta-feira (18), a Polícia Federal cumpriu mandados de prisão e busca e apreensão em endereços ligados a Aécio. Em meio à ruína do político, internautas usam as redes para publicar fotos e fazer piadas com pessoas que apoiaram o tucano, muitas delas usando a camisa com os dizeres: “A culpa não é minha. Eu votei no Aécio”, que ficou popular durante os protestos a favor do impeachment de Dilma Rousseff.

 

Alguns também lembraram a frase do próprio Aécio, durante a campanha, em que afirmava que tirar o PT do governo significava acabar com a corrupção. As manifestações a favor do impeachment de Dilma e o apoio de manifestantes a Temer também foram objeto da “zoeira” da internet.

 

De acordo com a reportagem de Lauro Jardim e Guilherme Amado, Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley. O dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, numa cena devidamente filmada pela Polícia Federal. A PF rastreou o caminho dos reais. Descobriu que eles foram depositados numa empresa do senador Zeze Perrella (PMDB-MG).

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin mandou afastar Aécio do mandato do senador e pediu que o plenário da Corte avaliasse o pedido de prisão que pesa contra ele. Um amanhecer triste, segundo os internautas, para quem bateu no peito e bradou com orgulho que “a culpa (da crise) não era dele” por ter votado no tucano.

 

Comentários