Quinta-feira, 12 de Dezembro de 2019

Porto Alegre
Porto Alegre
31°
Fair

Política Duas semanas após deixar a prisão, Lula participa do Congresso Nacional do PT

Lula passou 580 dias preso em Curitiba

Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas
Lula afirmou que o partido não deve abrir mão de seu protagonismo. (Foto: Ricardo Stuckert/Fotos Públicas)

Duas semanas após a saída do ex-presidente Lula da carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR), o PT discute alianças para as eleições municipais de 2020 e a oposição ao governo de Jair Bolsonaro durante o 7º Congresso Nacional do partido, em São Paulo. O evento inicia nesta sexta (22) e prossegue até domingo (24) com a presença de Lula.

Na quinta-feira (21), o debate sobre candidaturas municipais dominou a reunião do diretório nacional do PT na capital paulista. O encontro contou com as presenças de Lula, da ex-presidente Dilma Rousseff e da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, que deve ser reeleita no congresso para novo mandato de dois anos.

O petista enfatizou a necessidade de que o partido tenha candidaturas próprias no maior número de cidades e lance seus melhores quadros. A estratégia de Lula é utilizar as campanhas petistas e o tempo de TV em 2020 para fazer uma defesa do partido, do seu legado e dele próprio em meio aos processos da Lava-Jato.

A orientação, porém, esbarra em alianças que já vinham sendo costuradas, de apoio a Marcelo Freixo (PSOL) no Rio e a Manuela D’Ávila (PCdoB) em Porto Alegre.

Voltar Todas de Política

Compartilhe esta notícia:

Sabatina do gaúcho indicado para embaixador do Brasil nos Estados Unidos deve ocorrer em fevereiro
Democratas lança pré-candidatura à prefeitura de Alvorada
Deixe seu comentário
Pode te interessar