Últimas Notícias > Capa – Caderno 1 > A Polônia está cada vez mais acuada na periferia da União Europeia

Empresas apostam em energia solar como forma de investimento

Em tempos de contas de luz com bandeira tarifária vermelha, é preciso pensar em soluções a longo prazo. Esta semana, foi noticiado o investimento em painéis fotovoltaicos em empreendimentos da Minha Casa Minha Vida no Rio Grande do Sul. No projeto, a energia solar irá cobrir 100% do consumo em áreas comuns, reduzindo em até 97% sua parte da taxa de condomínio. Por isso, é preciso pensar em energias renováveis como uma alternativa sustentável e um investimento necessário para quem pensa em custo benefício.

Dentre as opções renováveis, os painéis fotovoltaicos, também conhecidos como placas solares, são os mais indicados para residências e empresas. É possível implementar projetos de no mínimo 25 anos de vida útil e, por este período, não se preocupar com a conta de luz. De acordo com Adriana Peixoto, Diretora Técnica da SolarVentus Renováveis, empresa gaúcha de consultoria que atua na área de energias renováveis, apesar da crise no país, esse mercado é muito promissor e tende a crescer nos próximos anos. “A geração distribuída traz benefícios econômicos não somente para residências, mas também para indústrias e comércio em geral, ou seja, lugares onde há um grande gasto com a energia. O investimento para geração própria de energia tem um retorno rápido e um ganho econômico muito grande. Hoje muitas pessoas veem isso como uma nova forma de investimento mesmo”, afirma a engenheira.

Como um exemplo deste retorno financeiro, Adriana citou um recente cliente da SolarVentus. Uma loja de materiais de construção está investindo R$ 1,5 milhão em um projeto que atendesse 100% do consumo de energia da empresa, cujo gasto médio era de R$ 40 mil por mês. No primeiro ano, com a instalação, a economia com energia elétrica pode alcançar os R$ 200 mil, sem contar os aumentos de bandeiras tarifárias. Em seis anos, a empresa já terá o retorno do investimento e no mínimo, mais 20 anos de vida com o projeto.

No vigésimo quinto ano de operação é feita uma reavaliação do sistema solar instalado e alguns ajustes para que ele continue gerando energia por mais alguns anos. Hoje, o preço médio do produto é de 50 centavos por watt. Além dos grandes projetos de geração de energia, a SolarVentus Renováveis atua no desenvolvimento e implantação de geração distribuída com potências que variam entre 30 KW e 5MW. Mais informações sobre a empresa no site: http://www.solarventus.com.br/

Deixe seu comentário: