Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Oito mulheres com “corpo deformado e dores” denunciam cirurgião plástico em Brasília

Jardim de livros

Encantadora conquista dos livros: Giovana Carrard, lendo concentrada os seus novos livros, com a amiga Ana Carolina Dias, que tentava dar uma espiada, e o sorridente irmão, Rodrigo Carrard. O registro ocorreu na tarde do feriado. (Foto: Pedro Antonio Heinrich/especial)
Gasparotto   

“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.”

Mario Quintana

  • O feriado de Finados, com tempo ameno, proporcionou frequência em alta na Feira do Livro. Geni Moscovich acompanhava a filha, Cintia Moscovich, na ocasião de autógrafos de seus livros, durante a tarde. Receberam muitas manifestações dos amigos na concorrida ocasião.
  • O clã Leindecker, com Dália Leindecker à frente, esteve lá. A deputada Manuela d’Ávila levou a filha, Laura Leindecker, durante a circulada pela Praça da Alfandega. Duca Leindecker, comentando seu entusiasmo com a prática de velejar, teve boas conversas com Ivan Pinheiro Machado.
  • A escritora  e roteirista Maja Lunde iniciou sua participação no evento com o painel “A literatura norueguesa de Maja Lunde”, tendo mediação da jornalista Cláudia Laitano,  no Santander Cultural. Comentei com Maja meu entusiasmo com as abelhas – tenho a sorte de ter duas colmeias no meu jardim – e do meu temor pelo seu desaparecimento. As abelhas, suas atividades e os riscos que correm na atualidade, são temas da obra da escritora norueguesa, que autografou seu  livro “Tudo que deixamos para trás”, da editora Morro Branco, depois da palestra.
  • Entre as presenças no Santander, Rubem Appel, com quem visitei o estande da sua Editora Movimento e pude conferir lançamentos como traduções de William Shakespeare, entre outros textos que entusiasmam.
  • Um dos bons momentos da tarde foi avistar muitas crianças na feira, conforme o registro do fotógrafo Pedro Heinrich. É uma possível garantia da continuidade do livro e dos insubstituíveis prazeres da leitura. Vale visitar a Feira do Livro, uma das tradições que distinguem Porto Alegre.
  •  A diretora de cinema Florence Bonnier será presença marcante nesta sexta-feira (4) para uma sessão comentada de seu documentário “Claudel, un nouveau regard”. Nele, Renée Nantet, filha de Paul Claudel, evoca os grandes momentos da vida do dramaturgo, poeta e diplomata francês. Durante sua carreira diplomática, Claudel trabalhou no Rio de Janeiro, no cargo de ministro da legação da França. O documentário aborda também seu relacionamento com a irmã, a talentosa escultora Camille Claudel. O encontro, na entrada da noite, no Santander Cultural, terá a mediação do diretor da Aliança Francesa de Porto Alegre, Patrice Pauc.

 

Deixe seu comentário: