Últimas Notícias > Notícias > Brasil > Confira dicas para evitar golpes durante saque do FGTS

“Não sei se permaneço como ministra”, diz Damares após reclamar sobre orçamento

Em maio, a ministra determinou aos conselheiros tutelares que deixassem de registrar como evasão escolar casos de crianças e adolescentes educados em casa. (Foto: Carolina Antunes/PR)

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse nesta quarta-feira (03) que ficou “muito triste” com uma lista que circulou no Congresso Nacional excluindo a sua pasta das prioritárias para receber recursos públicos. Ela diz ter feito uma reclamação dura internamente no governo e que isso poderia até lhe custar o cargo.

As afirmações foram feitas em um seminário sobre adoção, que ocorreu no ministério. “Eu fui muito dura com quem fez a lista. Editem essa parte do vídeo [o evento estava sendo filmado], por favor. Fui muito dura. Acho que os ministros não precisavam ter lido o que eu escrevi, mas eu escrevi com ira, muita ira. Não sei se eu permaneço ministra depois do que eu escrevi”, disse, sem explicitar onde e para quem ela teria feito as críticas.

Segundo pessoas próximas, Damares teria recebido uma ligação de um parlamentar antes do evento, relatando que tentou direcionar cerca de R$ 2 milhões para o ministério, mas foi aconselhado a retirar o pedido e reapresentá-lo indicando a verba para outras pastas. Os ministérios prioritários seriam Infraestrutura, Educação, Desenvolvimento Regional e Agricultura.

Dentro do ministério de Damares, a lista é vista como uma interferência da Casa Civil no processo de escolha da destinação de emendas parlamentares. A crítica pública da ministra seria uma forma de explicitar o descontentamento da pasta com essa política.

Festa junina

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos resolveu ousar na gestão dos recursos humanos. Ela divulgou um vídeo para a equipe da sua pasta, a quem ela trata como “família do ministério”, convocando para um forró de festa junina na sexta-feira (05).

Segundo Damares, “é uma oportunidade única” para a integração da equipe, mas é também uma “oportunidade única para casar”. “Você que está solteiro aí, você que está solteirona, tem uns gatos no ministério que estão chegando agora. Bora lá”, afirma ela no vídeo. No fim da gravação, a ministra também diz que no arraial será sorteada uma viagem com acompanhante para Taguatinga (DF).

Conselhos Tutelares

A fim de evitar a violência e os maus-tratos contra crianças e adolescentes, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos disse, no mês passado, que quer fortalecer os Conselhos Tutelares. Na ocasião, Damares esteve com conselheiros tutelares de Samambaia, município a cerca de 30 quilômetros de Brasília, onde Rhuan Maycon da Silva, de 9 anos, foi atingido com uma facada no peito pela própria mãe e sua companheira.

Deixe seu comentário: