Últimas Notícias > CAD1 > Situação do joelho, titularidade de Sarrafiore e reencontro de Guerrero no Peru: Dourado projeta duelo contra o Allianza Lima

Pacote anticrime de Sérgio Moro não agrada instituições

(Foto: José Cruz/Agência Brasil)
*Por Bárbara Assmann

 

Uma ação realizada na manhã desta quarta-feira (27), discutiu o pacote anticrime na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O debate foi realizado na Câmara e reuniu deputados e representantes de entidades que são contra as medidas apresentadas em fevereiro na proposta de Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança. Senadores, instituições públicas, organizações e movimentos sociais lançaram a campanha “Pacote Anticrime: uma solução fake”. Ao todo, 30 organizações são parceiras na campanha contra o pacote do ex-juiz. Na lista dos que repudiam o projeto estão associações e familiares de presos, coletivos de mães que perderam filhos assassinados e instituições de ciências criminais. Ao lado delas, as Defensorias Públicas do Rio de Janeiro e do Estado do Rio Grande do Sul também assinam a campanha.

Os temas ligados aos direitos humanos e aumento da população prisional estão entre as preocupações e reivindicações expostas pelos representantes que estavam presentes. A deputada federal, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), argumentou que a proposta apresentada por Moro ao Congresso “tem a cara da fase atual do Brasil, onde falta democracia”.

Este projeto apresentado por Sérgio Moro está em procedimento na Câmara dos Deputados, mas só deve ser debatido após a reforma da Previdência.

*Estagiária sob supervisão de Marjana Vargas

Deixe seu comentário: