Sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Variedades 13 curiosidades sobre o sangue que você talvez não conheça

Compartilhe esta notícia:

Para participar, basta ligar para 51 3478.8200 e marcar horário. O estacionamento é gratuito para doadores. (Foto: Reprodução)

A cada minuto, cada um dos seus glóbulos vermelhos completa sua jornada por todo o sistema circulatório, levando oxigênio a todas as células — da ponta da cabeça aos dedos dos pés. E, a cada segundo, seu corpo produz 2 milhões de glóbulos vermelhos — ou eritrócitos — que substituem aqueles que já morreram.

Esta é uma das 13 curiosidades sobre o sangue que a matemática Hannah Fry e o geneticista Adam Rutherford compilaram. Agora você confere as outras 12.

1. Você tem cerca de 26 trilhões de glóbulos vermelhos: As células mais abundantes em seu corpo são os glóbulos vermelhos. Acredita-se que haja cerca de 26 trilhões nos homens — entre as mulheres, a quantidade é um pouco menor.

2. Em seus 3 ou 4 meses de vida, cada glóbulo vermelho dá 150 mil voltas ao redor do seu corpo: Eles percorrem uma “autoestrada” viscosa (nossas veias e artérias) a uma velocidade de cerca de 2 km/h.

3. Os eritrócitos mortos favorecem que as fezes sejam marrons: Seu corpo não pode simplesmente descartar os glóbulos vermelhos “velhos”, porque eles contêm ferro, algo muito valioso para fabricar mais eritrócitos. Em vez disso, certas células extraem o ferro e, ao mesmo tempo, geram bilirrubina, que chega ao fígado.

Este órgão o excreta na forma de bile para o sistema digestivo, onde é posteriormente transformado em uma substância chamada urobilinogênio, que posteriormente dá às fezes sua cor característica.

4. Há mais de 30 sistemas de grupo sanguíneos: Os quatro mais conhecidos são A, B, AB e O, mas há muito mais. Na verdade, “sabemos que existem 34 sistemas com mais de 300 variantes conhecidas”, escreveu para o site The Conversation Robert Flower, professor da Universidade de Sydney, na Austrália, que trabalha para o Banco de Sangue da Cruz Vermelha.

5. Mas os dois grupos principais testados são ABO e fator Rh positivo ou negativo: O teste ABO mostra se a pessoa tem um destes quatro tipos sanguíneos: A, B, AB ou O. O teste de Rh verifica a existência do antígeno (ou fator) Rh. Dentro deles, há subgrupos.

6. A primeira transfusão de sangue bem-sucedida foi realizada em 1818 pelo obstetra britânico James Blundell. A paciente era uma mulher com hemorragia que havia acabado de dar à luz. Blundell tirou sangue do braço do marido e inseriu na paciente com uma seringa. Ela viveu para contar a história, assim como metade de suas pacientes.

Acredita-se que aquelas que morreram eram de tipos sanguíneos incompatíveis.

7. O sangue pode ser rejeitado pelo seu corpo se for do grupo incorreto: Após fazer o teste ABO, você pode obter como resultado A, B, ambos (AB) ou nenhum (O). Se alguém do tipo A recebe sangue do tipo B, seu corpo tentará atacar as proteínas estranhas do tipo B.

8. Se você é AB, é um ‘receptor universal’: Uma vez que você tem A e B, seu corpo pode receber qualquer combinação destas duas proteínas em uma transfusão de sangue.

9. Se você é do tipo O, é um ‘doador universal’: O sangue do tipo O não contém nenhum “invasor estranho” que possa resultar em rejeição. Este é o tipo de sangue armazenado nas emergências de hospitais e em ambulâncias, quando não há tempo para testar o tipo de sangue do paciente antes de fazer uma transfusão.

10. Se o seu grupo sanguíneo é O, você tem menos probabilidade de sofrer de trombose venosa profunda: Trata-se de um coágulo que causa dor e inflamação e pode ser perigoso. Pode acontecer com qualquer pessoa a qualquer momento, mas este tipo de sangue determina que o risco é menor.

11. O fator Rh é outro tipo de proteína fora dos glóbulos vermelhos: A chamada proteína “fator Rh” é herdada por meio dos genes. Se você a tem, é Rh positivo. Se não tiver, é Rh negativo.

Mulheres grávidas são examinadas para ver se são Rh negativo. Neste caso, se o bebê for Rh positivo e houver qualquer tipo de mistura de sangue durante o parto, a mãe pode provocar uma reação imune e produzir anticorpos, o que poderia prejudicar gestações posteriores, uma vez que os mesmos permanecem no corpo.

12. Alguns dos grupos sanguíneos minoritários têm suas próprias vantagens evolutivas: Por exemplo, se você tem sangue “Duffy negativo”, é mais resistente à malária. Na África Ocidental, mais de 95% da população herda esta característica útil.

tags: Você Viu?

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Empresa francesa suspende venda de aquários redondos, pois eles deixam os peixes loucos
Britney Spears leva o seu pai a julgamento por suposta escuta colocada em seu quarto
Deixe seu comentário
Pode te interessar