Terça-feira, 27 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Light Rain

Tecnologia A Apple é condenada a pagar 500 milhões de dólares por violar a patente do 4G

Compartilhe esta notícia:

Registros violados estão ligados ao uso da tecnologia, patenteada pela Optis Wireless, no iPhone, Apple Watch e iPad. (Foto: Reprodução)

Nesta semana, a Apple foi condenada a pagar 506 milhões de dólares por infringir patentes da Optis Wireless. Os registros violados estão relacionados ao uso de tecnologia LTE nos iPhones, Apple Watches e iPads.

Durante o julgamento, a gigante da comunicação tentou provar que não infringiu nenhuma tecnologia patenteada. Um dos seus principais argumentos era de que a compatibilidade do iPhone com as redes LTE, assim como outros smartphones no mercado, não era evidência da violação. Por outro lado, a Optis Wireless afirmou que a Apple infringiu as patentes e se recusou a entrar em um acordo de licenciamento.

A medida foi tomada após oferecer à empresa uma “licença global”, seguindo suas obrigações de forma “justa, razoável e não discriminatória”. Após negociar “repetidamente” e não chegar a um acordo, a Optis Wireless decidiu ir até o fim com o processo. O júri julgou a favor das reivindicações de patente, determinando o pagamento de US$ 506,2 milhões por parte da Apple.

Os registros no centro da briga judicial são: Método e aparelho para transmissão e recepção de mensagem de canal de controle compartilhado em um sistema de comunicação sem fio usando acesso múltiplo por divisão de frequência ortogonal; Método para transmitir e receber informações de controle por meio do PDCCH; Aparelho de estação móvel e método de acesso aleatório; Sistema e método para estimativa de canal em um sistema de comunicação sem fio de diversidade de atraso; Método de transmissão de sinais de uplink; Mudança de modo entre SU-MIMO e UM-MIMO; Sinalização de canal de controle usando um campo comum para formato de transporte e versão de redundância.

Processo por logotipo

Assim como é alvo de processos, a Apple também entra com ações contra outras companhias. Recentemente, a empresa entrou com uma ação legal contra a Prepear, um aplicativo com serviço de planejamento de refeições e encontro de novas receitas. O motivo? O logo em formato de pera. Segundo os fundadores da empresa, a gigante dos smartphones pede uma troca do logotipo.

“A Apple se opôs ao pedido de marca para nossa empresa, Prepear, exigindo que mudássemos nosso logotipo obviamente em forma de pera, usado para representar nossa marca no negócio de gerenciamento de receitas e planejamento de refeições”, afirmaram os proprietários da empresa.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Tecnologia

Como recuperar fotos apagadas: conheça duas formas simples para quem não quer perder dados importantes
Clonagem do WhatsApp faz 3 milhões de vítimas no Brasil em 2020; saiba como se proteger
Deixe seu comentário
Pode te interessar