Terça-feira, 14 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

Mundo A Austrália registra temperatura recorde e declara estado de emergência

Compartilhe esta notícia:

As autoridades declararam estado de emergência no sudeste do país, a região com a maior população. (Foto: Saeed Khan/AFP)

Com a nova onda de calor, a Austrália quebrou de novo o recorde de maior temperatura média já registrada no país na quarta-feira (18), com 41.9°C, um dia depois do recorde ter sido quebrado com 40.9°C registrado na terça-feira (17).

Antes, o recorde era de 40.3°C, marcado em 2013.

Com as temperaturas altíssimas, os incêndios florestais se intensificaram e a região de Nova Gales do Sul, que tem Sydney como capital, declarou estado de emergência, que vai durar uma semana. Bombeiros da região estão tentando controlar cerca de 100 focos de incêndio no momento.

As previsões começaram a passar dos 40°C no começo da semana, e a previsão é que continuem subindo. O Centro de Meteorologia disse que algumas cidades também quebraram o recorde de temperatura local, como Adelaide, que teve temperaturas passando dos 45.3°C e Nullarbor, que chegou aos 49.9°C.

Os incêndios

Os incêndios estão ativos há meses e ainda não foram extintos. O fogo já destruiu milhares de hectares de terra, matou seis pessoas e tornou os coalas, animal símbolo da nação, funcionalmente extinto.

Desculpas

Enquanto a Austrália passa pela crise, o primeiro-ministro Scott Morrison está curtindo as festas de final de ano com a família no Havaí.

Scott Morrison pediu desculpas nesta sexta-feira por estar de férias no Havaí, enquanto a situação dos incêndios no país se agravou. “Lamento profundamente qualquer ofensa causada a qualquer um dos muitos australianos afetados pelos terríveis incêndios ocorridos durante a minha ausência com a minha família”, disse.

Morrison foi amplamente criticado depois de terem vindo a público relatos de que se teria ausentado do país sem aviso prévio. Os seus ministros defenderam o direito do chefe de Governo àquela pausa mas recusaram-se a confirmar o seu paradeiro. Uma fonte oficial do Executivo chegou mesmo a dizer que os relatos de que estaria no Havaí eram “incorretos”.

Nesta sexta-feira, Morrison confirmou à rádio de Sydney 2GB que se encontra no Havaí com a família e que recebe atualizações regulares sobre os incêndios e sobre a erupção vulcânica da semana passada na Nova Zelândia, que matou pelo menos 11 australianos. “Tendo em conta os eventos trágicos mais recentes, regressarei a Sydney assim que possível”, anunciou.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Forças de paz da ONU no Haiti teriam deixado centenas de filhos
Na Argentina, deputados aprovam pacote econômico com alta de impostos e congelamento na conta de luz e gás
Deixe seu comentário
Pode te interessar