Sábado, 11 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
15°
Mostly Cloudy

Notícias Google cria algoritmo que promete acabar com distorções nas selfies

Compartilhe esta notícia:

O algoritmo poderá ajudar as câmeras atuais a mostrar a realidade ao invés de selfies com ângulos mais largos. (Foto: Reprodução)

Em conjunto com o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), dos Estados Unidos, pesquisadores da Google anunciaram a criação de um tipo de algoritmo que acaba com a distorção ocorrida nas selfies. Atualmente, as empresas que desenvolvem novos modelos de telefone não conseguem resolver esse problema adicionando mais pixels às câmeras, mas com o novo algoritmo o problema poderá ser solucionado muito em breve.

O projeto se chama Distortion-Free Wide-Angle Portraits on Camera Phones (Selfies sem distorção de ângulo em câmeras de celulares, em tradução livre) e discute como o algoritmo poderá ajudar as câmeras atuais a mostrar a realidade ao invés de selfies com ângulos mais largos.

“Tendo um retrato como ponto de partida, nós formulamos uma otimização do problema criando uma malha de deformação ciente do conteúdo da fotografia, que se adapta à projeção estereográfica na face e evolui continuamente para a projeção do fundo”, registra o estudo. “A função do nosso algoritmo trabalha de forma eficaz e confiável para vários assuntos na foto. O algoritmo é automático e funciona bem na plataforma móvel. Obtivemos resultados promissores em uma ampla gama de ângulos de 70° a 120°”, complementa.

O futuro das selfies

Os desenvolvedores de telefone têm cada dia mais feito investimentos em pesquisas para melhorar as selfies. Isso acontece por conta da nova cultura global na qual cerca de 93 milhões de selfies são postadas diariamente nas redes sociais; apenas no Instagram, cerca de 10 autorretratos são postados a cada 10 segundos.

Com esses dados, a expectativa é que o algoritmo seja implementado rapidamente em celulares, porém, considerando que a Google é uma peça-chave no seu desenvolvimento, é possível que a própria empresa traga essa função nos smartphones Pixel do futuro.

Google maps

O Google Maps possui 11 milhões de negócios falsos, fruto da ação de golpistas, segundo publicação do Wall Street Journal. Os golpistas visam aumentar o próprio lucro ao fraudarem proprietários de empresas e enganar clientes por meio de endereços e telefones inexistentes.

Ainda de acordo com o jornal norte-americano, o negócio seria rentável para todos os envolvidos, incluindo o próprio Google.

A gigante tecnológica afirmou trabalhar “continuamente em novas e melhores maneiras de combater esses golpes, por meio da variedade de sistemas manuais e automatizados em constante evolução“.

O Google também informou que, em 2018, mais de 3 milhões de perfis de negócios falsos foram removidos.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

O avanço russo e chinês faz a América Latina ganhar atenção da política externa dos Estados Unidos
Em dois meses, Bolsonaro faz quase duas dezenas de viagens e retoma divulgação de vídeos emotivos
Deixe seu comentário
Pode te interessar