Terça-feira, 28 de Janeiro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Mostly Cloudy

Brasil A Petrobras quer sair dos setores de gás, biodiesel, fertilizantes e GLP

Rio Grande do Sul iria receber R$ 131,3 bilhões e agora vai ganhar R$ 450,3 milhões. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (26) que o Conselho de Administração da estatal aprovou a atualização da “Visão, do Propósito e das Estratégias para o Novo Plano 2020-2024, que está em fase de elaboração”.

No documento, a estatal oficializa a decisão de sair integralmente “da distribuição e do transporte de gás”, “dos negócios de fertilizantes, distribuição de GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) e de biodiesel” e de focar as atividades de refino e comercialização de derivados “nas operações do Sudeste”.

Em um comunicado, a Petrobras disse que a nova visão da companhia é “ser a melhor empresa de energia na geração de valor para o acionista, com foco em óleo e gás e com segurança, respeito às pessoas e ao meio ambiente”.

“Estamos construindo a nova Petrobras, uma empresa sustentável, competitiva, que atua com segurança e ética, gerando mais valor para seus acionistas e para a sociedade. Seremos uma companhia dedicada à exploração e produção de petróleo em águas profundas, menos endividada. Esta nova Petrobras agrega, desde já, a transformação digital como uma poderosa alavanca para a realização de ganhos de produtividade e redução de custos”, afirmou o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco

A Petrobras já iniciou o processo de venda de 8 das suas refinarias, em linha com o plano de desinvestimento da estatal, que prevê a venda de ativos considerados não essenciais para reduzir a enorme dívida da empresa. A companhia já levantou mais de US$ 15 bilhões em valor total de transações assinadas e concluídas, considerando as transações assinadas em 2018 e concluídas até junho de 2019.

Já a saída da Petrobras “da distribuição e do transporte de gás” segue as diretrizes do programa do governo federal para abrir o mercado e tentar reduzir os custos do gás natural.

O conselho de Administração também aprovou, em reunião realizada na véspera, o nome de Nicolás Simone para o cargo de Diretor Executivo de Transformação Digital e Inovação. O executivo assumirá a posição a partir de outubro, mediante aprovação desta nova área na companhia pela assembleia geral de acionistas, marcada para ocorrer no dia 30 de setembro.

Exploração e produção

Maximizar o valor do portfólio, com foco em águas profundas e ultra profundas, buscando eficiência operacional, otimização do fator de recuperação e parcerias. Crescer sustentado em ativos de óleo e gás de classe mundial, em águas profundas e ultraprofundas.

Gás e energia

Atuar de forma competitiva na comercialização do gás próprio. Otimizar o portfólio termoelétrico focando no autoconsumo e na comercialização do gás próprio. Sair integralmente da distribuição e do transporte de gás Refino.

Transporte e comercialização

Atuar de forma competitiva nas atividades de refino, logística e comercialização de derivados com foco nas operações do Sudeste; sair integralmente dos negócios de fertilizantes, distribuição de GLP e de biodiesel; atuar de forma competitiva na comercialização global de petróleo.

Renováveis

Desenvolver pesquisas visando a atuação, em longo prazo, em negócios de energia renovável com foco em eólica e solar no Brasil; viabilizar comercialmente o diesel renovável e o BioQav como resposta às políticas de sustentabilidade da matriz energética brasileira.

Estratégias Transversais

Transformar digitalmente a Petrobras entregando soluções para os desafios, empoderando nossos colaboradores, gerando valor, e aumentando a segurança das operações; desenvolver as competências críticas e uma cultura de alto desempenho para atender aos novos desafios da companhia, utilizando o valor econômico adicionado como ferramenta de gestão.

Perseguir constantemente uma estrutura de custos e de investimentos competitiva e eficiente, com alto padrão de segurança e respeito ao meio ambiente; fortalecer a credibilidade e a reputação da Petrobras.

Voltar Todas de Brasil

Compartilhe esta notícia:

Manchas de petróleo despejado no mar atingem 46 cidades de oito Estados do Nordeste
As doenças cardíacas podem ser consequência do diabetes, mas o problema parece não gerar tanta preocupação assim
Deixe seu comentário
Pode te interessar