Segunda-feira, 08 de Março de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Partly Cloudy

Rio Grande do Sul A prefeitura de Cachoeirinha demitiu uma funcionária que mentiu sobre ter sintomas do coronavírus para faltar ao trabalho

Compartilhe esta notícia:

Funcionária admitiu que usou aplicativo para mentir sobre sintomas de covid e se ausentar do trabalho. (Foto: Prefeitura de Cachoeirinha/Divulgação)

A Prefeitura Municipal de Cachoeirinha exonerou, nessa quarta-feira (27), uma servidora de cargo em comissão que enviou áudios por meio de rede social admitindo ter mentido sobre sintomas da covid-19 para obter atestado, por meio do aplicativo “Contra o Coronavírus”, para se ausentar do trabalho.

O app foi criado para facilitar o acesso da população a consultas e preservar a saúde dos cidadãos do município. Tão logo tomou conhecimento da mensagem compartilhada, o prefeito Miki Breier determinou o imediato desligamento da servidora, que atuava na Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Habitação.

“Que a forma como resolvemos este episódio, seja um alerta para todos aqueles que tentam se aproveitar da pandemia, não só aqui mas em todo o País. Proteger as vidas exige solidariedade, empatia e responsabilidade. Casos como esses precisam ser tratados de modo exemplar”, enfatizou o prefeito.

Vacinação

Seguindo os protocolos do Ministério da Saúde, as vacinas estão sendo aplicadas progressivamente nos grupos prioritários que, em Cachoeirinha, somam 2,5 mil pessoas: profissionais de saúde da linha de frente em hospitais, Atenção Básica e rede de urgência e emergência, residentes e trabalhadores de Instituições de Longa Permanência (ILP). Gestantes e menores de 18 anos não foram liberados pela Anvisa para os imunizantes, pois não participaram dos testes.

Somadas as três remessas, Cachoeirinha garante a vacinação de 1.542 pessoas.

O prefeito da cidade ressalta a importância da vacinação. “Não podemos obrigar as pessoas a receberem a vacina, mas existem restrições para quem não seguir o plano de vacinação. Isso é pensar no coletivo e na saúde de todos”. O secretário municipal de Saúde, Juliano Paz, explicou a eficácia dos imunizantes. “Ambas [CoronaVac e Oxford/AstraZeneca] estão aprovadas pela Anvisa e são eficazes e diminuem as chances de infecção e a gravidade da doença.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Força tarefa fiscaliza supermercado, açougues e peixarias no Litoral Norte do Rio Grande do Sul
Em Gravataí, polícia prende criminoso por receptação de veículo
Deixe seu comentário
Pode te interessar