Terça-feira, 16 de agosto de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul “A privatização representa o fortalecimento de uma empresa”, diz o governador Eduardo Leite

Compartilhe esta notícia:

Leite participou da assinatura do contrato de transferência do controle da Sulgás para uma empresa privada

Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini
Leite participou da assinatura do contrato de transferência do controle da Sulgás para uma empresa privada. (Foto: Itamar Aguiar/Palácio Piratini)

“A privatização representa o fortalecimento de uma empresa, a partir de maior capacidade de investimento, de maior capacidade técnica, de mais facilidade para rapidamente acolher novas tecnologias, algo que não é feito tão rapidamente no setor público, ainda bastante engessado”, declarou o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite.

Ele participou na tarde de segunda-feira (03), no Palácio Piratini, da assinatura do contrato de transferência do controle da Sulgás (Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul) para a Compass Gás & Energia. A empresa, pertencente ao Grupo Cosan, venceu o leilão de privatização realizado em outubro do ano passado, na sede da B3, em São Paulo, com uma oferta de R$ 927,79 milhões.

“Com a gestão do setor privado, há maior capacidade de investimento e maior agilidade na tomada de decisões, já que uma empresa estatal precisa cumprir uma série de ritos burocráticos que, inevitavelmente, impactam na qualidade dos serviços e na capacidade de acoplar novas tecnologias. Isso é um ganho que se tem com a entrada da iniciativa privada, sob a regulação, fiscalização e acompanhamento do Estado”, prosseguiu o governador.

A Sulgás iniciou a comercialização de gás natural em 2000, com a conclusão do gasoduto Bolívia-Brasil, e, desde a sua criação, em 1993, atua como uma sociedade de economia mista. A Compass arrematou 51% do capital social da companhia, que pertencia ao governo gaúcho. Os 49% restantes pertencem à Petrobras Gás S.A.

Atualmente, a Sulgás conta com uma rede de distribuição de aproximadamente 1,4 mil quilômetros, atendendo mais de 68 mil clientes em 42 municípios gaúchos, com uma média de 2 milhões de metros cúbicos de gás natural distribuídos por dia.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Idenir Cecchim assume a presidência da Câmara de Vereadores de Porto Alegre
Inflação para o consumidor acumula alta de 11,26% nos últimos 12 meses em Porto Alegre
Deixe seu comentário
Pode te interessar