Quinta-feira, 24 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Notícias A Secretaria Estadual da Saúde distribuiu para os municípios gaúchos mais um lote de vacinas contra a gripe

Compartilhe esta notícia:

Nova remessa totalizou 411 mil doses, 65 mil para Porto Alegre. (Foto: Robson da Silveira/SMS/ PMPA)

Nesta segunda-feira (6), a SES (Secretaria Estadual da Saúde) do Rio Grande do Sul distribuiu mais um lote de vacinas contra a gripe (vírus influenza A-H1N1, A-H3N2 e B) às 19 CRSs (Coordenadorias Regionais de Saúde). Ao todo, são 411 mil doses destinadas ao abastecimento de postos de imunização em praticamente todos os municípios gaúchos.

O material foi enviado pelo Ministério da Saúde. Este é o quarto lote das doses previstas para primeira etapa da Campanha Nacional de Imunizações de 2020, que prioriza idosos e trabalhadores da saúde. Um outro carregamento será distribuído nos próximos dias, contendo 272 mil doses.

Parte da remessa encerrará a primeira etapa da ofensiva contra a doença no Estado. Outra parcela será utilizada no início da segunda fase, que começa no dia 16 de abril.

Como se trata de um imunobiológico, a distribuição é feita em etapas, de acordo com a capacidade de armazenamento nos Estados e municípios. O cronograma segue critérios técnicos e o envio é realizado nos quantitativos necessários para atender o cronograma e as etapas de vacinação por faixas etárias do público-alvo da campanha.

A segunda etapa será destinada a doentes crônicos, pessoas privadas de liberdade, funcionários do sistema prisional, forças de segurança e salvamento e caminhoneiros/motoristas de transporte coletivo e portuários. Até agora, 1,7 milhão de doses foram enviadas ao Rio Grande do Sul pelo para imunizar o público-alvo desta primeira etapa.

Porto Alegre

A capital gaúcha recebeu nova remessa de vacinas contra a gripe nesta segunda-feira, com o repasse de 65 mil doses pelo Ministério, via Secretaria Estadual da Saúde. Idosos acima de 60 anos podem procurar uma das 57 farmácias parceiras da SMS (Secretaria Municipal de Saúde) para receber o imunobiológico já a partir desta terça-feira.

A alta procura pela vacina pode provocar desabastecimento momentâneo na rede pública e nas farmácias. Para evitar deslocamentos desnecessários, é importante que as pessoas consultem este link disponibilizado pela prefeitura antes de se dirigir aos pontos de vacinação. A planilha é atualizada constantemente.

Parte do lote será repassada para unidades de saúde e “drive-thrus”, com início do atendimento na quarta-feira. Estão previstas 14 remessas de doses até o final da campanha, em 22 de maio.

No momento, seis unidades de saúde possuem vacinas: Chácara da Fumaça, Nossa Senhora de Belém, Modelo, Panorama, Restinga e Santa Marta. Profissionais de saúde devem procurar apenas as unidades, pois farmácias e drive-thrus estão destinados ao atendimento de idosos.

Dados do Sipni (Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações) indicam a vacinação de 159.378 pessoas acima de 60 anos até as 17h desta segunda-feira, 6. No total, estão incluídos idosos vacinados em unidades de saúde, no atendimento domiciliar em pacientes acamados, drive-thrus e farmácias. Os números são parciais e sujeitos à revisão.

Com relação a profissionais da saúde, foram administradas 65.531 doses, um total de 224.909 doses no público-alvo desta primeira fase, iniciada em 23 de março.

Próximos segmentos

Outras duas fases de vacinação estão previstas, com início em 16 de abril e 9 de maio, com grupos prioritários diferentes. O término ocorrerá em 22 de maio. Este ano, os grupos a serem imunizados foram ampliados, com a inclusão de adultos de 55 a 59 anos e pessoas com deficiência.

A segunda fase começa em 16 de abril e é dirigida a pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (comorbidades), professores e profissionais das forças de segurança e salvamento. Em 9 de maio, os demais grupos de risco começam a ser imunizados: crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, adultos entre 55 e 59 anos, pessoas com deficiência, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos cumprindo medida socioeducativa, apenados e funcionários do sistema prisional.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Santa Catarina liberou a retomada do trabalho de profissionais autônomos em todo o Estado
Com mais de 500 casos confirmados de coronavírus, o Rio Grande do Sul registrou a sua oitava morte por causa da doença
Deixe seu comentário
Pode te interessar