Segunda-feira, 21 de Setembro de 2020

Porto Alegre

Notícias Aplicativo espião mostra onde seus amigos estão

Compartilhe esta notícia:

Fabricante anunciou a criação de um único aplicativo para todas as necessidades de rastreamento. (Foto: Reprodução)

O aplicativo Find My, da Apple, vai permitir que você encontre seu iPhone, iPad, Apple Watch, Mac, iPode AirPods perdidos ou roubados, mesmo se o aparelho estiver offline ou em modo suspenso. Anunciado pela empresa nesta semana, durante a conferência WWDC 2019, o novo app também é capaz de mostrar a localização de familiares e amigos. Isso porque a plataforma é uma combinação de dois serviços já conhecidos pelos usuários: o Find My iPhone (Buscar) e Find My Friends (Buscar meus amigos). As informações são do site TechTudo.

A maior novidade do Find My é a possibilidade de rastrear o celular ou notebook mesmo sem estar conectado à rede Wi-Fi ou 3G\4G. O software ficará disponível para dispositivos com iOS 13 e macOS 10.15 Catalina em breve. Ainda não há, porém, uma data de lançamento confirmada.

Como funciona?

Segundo a Apple, os dispositivos enviam sinais Bluetooth de baixa energia até quando estão offline. O aplicativo manda, então, uma sinalização Bluetooth para outros aparelhos da Apple nas proximidades, mesmo se pertencerem a outras pessoas, com o objetivo de criar uma rede Mesh.

Se houver alguém com um iPhone dentro do alcance do Bluetooth de um MacBook, por exemplo, eles são capazes de compartilhar entre si suas respectivas localizações. Dessa forma, o aplicativo cria um mapa e permite visualizar o lugar em que o smartphone ou notebook está localizado, mesmo estando sem acesso à Internet. De acordo a fabricante, a nova tecnologia é criptografada e anônima.

Além de contar com uma ferramenta para compartilhar a localização com amigos e familiares, o Find My permite encontrar todos os dispositivos de uma mesma família – o que inclui até os AirPods, fones de ouvido sem fio da fabricante. De acordo com a Apple, o recurso não deve prejudicar a duração de bateria ou consumir dados móveis de Internet, já que ele aproveita apenas fragmentos de dados no tráfego de uma rede existente.

Vale lembrar que ainda não há uma previsão exata de lançamento do novo aplicativo. Apesar disso, assim como o iOS 13 e o macOS Catalina, é provável que ele fique disponível ainda este ano.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Notícias

Mesmo em crise, a Argentina ainda mantém os índices de educação, saúde e igualdade melhores que os brasileiros
O México reforça a segurança na fronteira para evitar tarifas dos Estados Unidos
Deixe seu comentário
Pode te interessar