Quarta-feira, 24 de julho de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Inter Após derrota do Inter na volta ao Beira-Rio, Coudet comenta vaias da torcida: “Ninguém gosta”

Compartilhe esta notícia:

"É o que acontece quando não se ganha. Não é uma situação bonita pra ninguém", disse o treinador

Foto: Ricardo Duarte/S.C. Internacional
"É o que acontece quando não se ganha. Não é uma situação bonita pra ninguém. Ninguém gosta de vaias, mas no futebol acontecem essas coisas", disse o treinador (Foto: Ricardo Duarte/S.C. Internacional)

Em uma partida histórica marcada pelo retorno dos jogos ao Beira-Rio após 70 dias, o Inter perdeu para o Vasco por 2 a 1 no Brasileirão e deixou o gramado sob vaias da torcida. Após a partida, o técnico Eduardo Coudet relembrou os desfalques que dificultam a escalação do time e reconheceu o clima ruim no estádio.

A derrota colorada rendeu vaias e críticas por parte dos torcedores presentes no estádio. Essa tensão se amplia para o próximo compromisso do Inter, pela Copa do Brasil. Coudet reconheceu que enfrentará um clima ruim no duelo contra o Juventude, também no Beira-Rio.

“Quando não ganhamos isso acontece. Como blindar? Não tem maneira de blindar. Sabemos que quarta-feira [10] o clima não vai ser o melhor para iniciar. É o que acontece quando não se ganha. Não é uma situação bonita pra ninguém. Ninguém gosta de vaias, mas no futebol acontecem essas coisas”, disse o treinador.

Mesmo com a posse de bola, o Inter não converteu em gols as chances que criou. No primeiro erro expressivo da equipe, o Vasco marcou e voltou para o Rio de Janeiro com a vitória.

Segundo Coudet, a falta de gols também passa pelo número alto de desfalques e o calendário apertado. O técnico explicou que o pouco tempo para treinar e recuperar os jogadores afetam o rendimento do time em campo.

“Ficamos 30 dias parados e depois jogamos a cada 72 horas. Fisicamente não tem como. Acho que é um estilo de jogo que tento colocar, mas hoje não se pode. Não treinamos do último jogo para esse, porque não tem como. Gostaria de atropelar, mas não tem como. Se não, vamos durar 30 minutos. Como treinador, preciso me adaptar às situações que tenho. Queria pressionar o tempo todo, mas não tem como”, explicou.

Com o resultado, o Inter continua na 10ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro, com 19 pontos conquistados em 13 partidas. A equipe gaúcha ainda tem dois jogos para recuperar em relação à maioria dos times.

Jogadores e comissão técnica se reapresentam nesta segunda-feira (08), no CT Morada dos Quero-Queros, em Alvorada. O Inter volta a campo nesta quarta-feira, contra o Juventude, no Beira-Rio, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Inter

Renato Portaluppi confirma saída de JP Galvão do Grêmio: “Pediu para ir embora”
Aeroporto de Porto Alegre deve retomar embarques e desembarques na semana que vem
https://www.osul.com.br/apos-derrota-do-inter-na-volta-ao-beira-rio-coudet-comenta-vaias-da-torcida-ninguem-gosta/ Após derrota do Inter na volta ao Beira-Rio, Coudet comenta vaias da torcida: “Ninguém gosta” 2024-07-08
Deixe seu comentário
Pode te interessar