Segunda-feira, 03 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre

Capa – Caderno 1 Bolivianos fazem fila por frango, ovos e combustível em razão de bloqueios nas estradas

Compartilhe esta notícia:

Apoiadores de Evo Morales seguem bloqueando as rodovias e isolando centros populacionais no país. (Foto: Reprodução)

Bolivianos enfrentaram longas filas nas ruas de La Paz neste domingo (17) em busca de frango, ovos e combustível, enquanto apoiadores do ex-presidente Evo Morales –  que renunciou na semana passada – seguem com bloqueios nas estradas do país, isolando centros populacionais de fazendas em terras mais baixas.

Autoridades disseram que um avião militar Hercules aterrissou na capital La Paz no sábado, cheio de produtos de carne, contornando as barricadas nas estradas nas saídas da cidade.

O ministro da Presidência, Jerjes Justiniano, disse a repórteres que o governo estabeleceu uma “ponte aérea” para La Paz. Ele afirmou também que as autoridades esperam fazer o mesmo com outras grandes cidades bolivianas que foram isoladas de suprimentos.

País em crise

A nação andina entrou em crise após as eleições de 20 de outubro. O então presidente Evo Morales, que venceu o pleito, renunciou após a auditoria da OEA (Organização dos Estados Americanos) revelar evidências de fraude eleitoral, e aceitou a oferta de asilo político do México, onde se encontra atualmente.

Apoiadores de Evo foram às ruas pouco depois, alguns armados com bazucas caseiras, pistolas e granadas, bloqueando ruas e entrando em conflito com forças de segurança.

Enquanto a violência piorava, muitas pessoas nas regiões mais pobres de La Paz passaram a cozinhar com lenha, e formaram longas filas por gás liquefeito, latas e pouca comida. “Espero que as coisas se acalmem”, disse Josué Pillco, funcionário da construção civil em um bairro operário de La Paz. “Não temos comida ou combustível.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Nicolás Maduro admite prisão de militares por apoiar suposto complô dos Estados Unidos
No Rio de Janeiro, manifestantes pedem o impeachment do ministro do Supremo Gilmar Mendes
Deixe seu comentário
Pode te interessar