Terça-feira, 22 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fair

Política Bolsonaro diz que para Fernández “não tem vacina”, em reação à fala do presidente argentino sobre brasileiros que vieram da selva

Compartilhe esta notícia:

(Foto: Alan Santos/PR)

O presidente Jair Bolsonaro ironizou nesta quinta-feira (10) o presidente da Argentina, Alberto Fernández, que na véspera havia afirmado que brasileiros saíram da selva e seus compatriotas vieram de barco da Europa. Bolsonaro disse que “não tem vacina” para Fernández, mas em seguida contemporizou e afirmou que não existem problemas entre brasileiros e argentinos.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, após um deles perguntar se Bolsonaro veio da selva, o presidente lembrou que o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, dizia se comunicar com o ex-presidente Hugo Chávez por meio de um “passarinho”, e criticou Maduro e Fernández, ambos de esquerda.

“O presidente da Argentina falou que eles vieram da Europa, de barco, e nós viemos da selva, né? Eu lembro uma coisa que, logo quando a Chavez morreu, assumiu o Maduro. E ele falava que conversava com os passarinhos que estavam encarnados na figura do Chávez. Acho que o Maduro e o Fernandez, para eles não têm vacina, tá ok?”, disse, rindo.

Minutos depois, destacando que estava sendo filmado, Bolsonaro acrescentou que conversou com o ex-presidente argentino Mauricio Macri, seu aliado, e disse que a rivalidade com o país vizinho deve ficar restrita ao futebol.

“Essa frase do presidente do Argentina, que nós viemos da selva. Troquei mensagem por ‘zap’ hoje com o ex-presidente Macri, da Argentina. Não tem nenhum problema entre nós nem com o povo argentino. Rivalidade com a Argentina, só no futebol”, disse.

Desculpas

Alberto Fernández pediu desculpas na quarta-feira (9), por ter dito que mexicanos vieram dos índios, brasileiros vieram da selva e argentinos, de barco da Europa. “Eu não quis ofender ninguém”, afirmou em sua conta oficial no Twitter. A declaração foi feita durante um encontro com o premiê da Espanha, Pedro Sánchez.

“Os mexicanos vieram dos índios, os brasileiros vieram da selva, mas nós, argentinos, viemos de barcos. Barcos que vinham da Europa, e assim construímos nossa sociedade”, disse Fernández na ocasião.

O presidente argentino creditou sua inspiração a uma frase erroneamente atribuída ao diplomata mexicano e Prêmio Nobel da Paz Octavio Paz, que teria dito “os mexicanos são descendentes de astecas, os peruanos dos incas e os argentinos dos barcos”.

Meios de comunicação locais, no entanto, identificaram que o trecho vem de uma música chamada “Llegamos de los barcos”, do cantor argentino Litto Nebbia, que diz exatamente as mesmas palavras. As informações são dos jornais O Globo e O Estado de S. Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Eleição “vai piorar” com voto impresso, diz o presidente do Tribunal Superior Eleitoral
Bolsonaro responde declaração polêmica do presidente da Argentina: “Para ele não tem vacina”
Deixe seu comentário
Pode te interessar