Sábado, 19 de Setembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Brasil Bolsonaro removeu lesões da face e da orelha para análise em laboratório, diz o Planalto

Compartilhe esta notícia:

Nota da Secom não faz menção direta a câncer de pele, possibilidade citada pelo presidente após consulta um dia antes

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Para o presidente, 'não foi grande' o impacto do ataque americano sobre o valor do combustível. (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)

Após o presidente Jair Bosonaro dizer que tem a possibilidade de ter câncer de pele, o Palácio do Planalto informou que o chefe do Poder Executivo teve lesões removidas e submetidas a exames.

“Foram realizados alguns procedimentos como retirada de lesão verrucosa na face e na orelha, além de crioterapia em lesões no tórax e no antebraço, provocadas pelo excesso de exposição solar. O material segue para análise laboratorial, como é de rotina”, diz a nota divulgada pela Secom (Secretaria de Comunicação Especial) no início da tarde desta quinta-feira (12).

De acordo com o Planalto, a consulta dermatológica, realizada na tarde de quarta-feira (11) estava agendada previamente “com o objetivo de reavaliação de atendimento feito seis meses atrás”. O médico especialista, de acordo com a Secom, recomendou avaliação semestral do presidente “em face do excesso de exposição solar prévia, o que já está sendo seguido”.

Em nenhum momento a nota faz qualquer menção direta sobre a possibilidade de o presidente ter um câncer de pele. Bolsonaro passou a manhã desta quinta-feira no Palácio da Alvorada, sem agenda oficial. No início da tarde embarcou para Palmas, no Tocatins, para um evento da Caixa Econômica Federal.

Ao deixar o Alvorada, não quis dar declarações e ironizou declaração feita por ele mesmo na véspera sobre um possível câncer. “Pessoal, como estou com câncer eu não vou poder atender vocês, tá ok?”

Bolsonaro realizou consulta médica e exames na tarde de quarta-feira no Hospital da Força Aérea Brasileira, em Brasília. A visita médica não foi informada inicialmente pela assessoria de imprensa do Planalto e não constava o compromisso na agenda oficial do presidente.

Ao chegar ao Alvorada, poucos minutos depois de deixar o hospital, Bolsonaro falou em suspeita de câncer. “Eu tenho pele clara, pesquei muito na minha vida, gosto de muito de atividade, então a possibilidade de câncer de pele existe”, disse Bolsonaro ao entrar no Palácio da Alvorada.

Bolsonaro chegou ao Alvorada com um curativo na orelha esquerda. Questionado sobre o tema, disse que havia a possibilidade de um câncer e de que estão fazendo uma checagem.  “Não sei se vão fazer biópsia, me cutucaram, furaram, deram anestesia. Eu dormi. Eu tava tão cansado que eu deitei na maca e dormi”, disse na noite de quarta-feira.

“Tem possível câncer de pele. Fizeram uma checagem em mim. Inclusive não é eu que peço, muitas vezes eles que me convocam e eu vou pra lá. Eu não sou dono mais de mim em muitas questões. Uma coisa que to abusando é as saídas por aí. Outro dia comi pastel na feira do Paraguai e tava gostoso”, disse, em referência a saídas fora da agenda. Questionado, o Planalto não respondeu sobre a previsão de que os exames tenham o resultado divulgado.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

145ª Festa da Nossa Senhora dos Navegantes
Chile descarta possibilidade de sobreviventes a queda de avião militar
Deixe seu comentário
Pode te interessar