Terça-feira, 07 de Abril de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Mundo Boris obtém vitória ampla no Reino Unido, mostra boca de urna

Boris Johson agradeceu votos de eleitores em redes sociais.

Foto: Reprodução/Twitter
Boris Johson agradeceu votos de eleitores em redes sociais. (Foto: Reprodução/Twitter)

Os conservadores garantiram 368 cadeiras no Parlamento contra 191 do Partido Trabalhista, segundo pesquisa de boca de urna divulgada às 22h desta quinta-feira (19h, no horário do Brasil) pelas emissoras de TV britânicas.

Se confirmada, a previsão significa que o primeiro-ministro Boris Johnson continuará à frente do governo e aprovará o divórcio entre o Reino Unido e a União Europeia até 31 de janeiro, como prometeu.

Os resultados das eleições serão divulgados ao longo da madrugada, e a previsão é que até as 6h de sexta (3h no Brasil) sejam conhecidos os resultados dos 650 distritos.

A informação mais importante, porém, é se Boris assegurou uma maioria segura de cadeiras. Se confirmado, o resultado da pesquisa de boca de urna divulgada pelas emissoras britânicas será catastrófico para o Partido Trabalhista, liderado por Jeremy Corbyn.

Segundo as pesquisas, com apenas 191 eleitos, o partido perderá 71 assentos no Parlamento e ficará com a menor bancada desde quando conquistou apenas 154 cadeiras em 1935.

O número está sendo interpretado como resultado da forte rejeição do eleitorado britânico a Corbyn, da ala mais radical do partido e defensor de um ideário socialista.

Apesar da derrota, não é certo que ele renuncie como líder trabalhista, segundo analistas. Pesquisas recentes mostram que a maioria dos membros do partido é hoje “corbynista”.

Foi uma mudança nas regras internas que permitiu o voto de todos os filiados que levou Corbyn ao poder, contra políticos mais centristas.

Em entrevista à BBC após a divulgação da boca de urna, John McDonnell, secretário de finanças do governo paralelo trabalhista, afirmou que o resultado, se confirmado, deve ser atribuído ao brexit e não a Corbyn.

“O partido tomará as decisões apropriadas depois que os resultados oficiais forem anunciados”, afirmou.

Embora a boca de urna tenha feito boas previsões em eleições anteriores, analistas recomendavam cautela, principalmente a operadores do mercado financeiro —os resultados da eleição influenciam os preços de ações e da moeda britânica.

David Firth, estatístico da Universidade Warwick, e John Curtice, da Strathclyde, responsáveis pela metodologia das pesquisas, afirmam que o modelo se baseia em tendências que podem não se repetir desta vez.

Não apenas a situação econômica e política mudou em relação aos últimos anos, mas esta foi uma eleição atípica também em relação aos temas e aos candidatos.

Boris, o líder dos conservadores, e Corbyn, dos trabalhistas, têm alguns dos menores índices de aprovação da história britânica, e na prática essa eleição acabou se transformando em uma espécie de novo referendo sobre o brexit.

Os conservadores se apresentaram como a única solução para resolver de uma vez a saída do Reino Unido, e os principais opositores se colocaram contra a separação ou a favor de um novo referendo público.

Essa captura do debate eleitoral pelo brexit fez crescer os apelos pelo voto útil e levou partidos a desistir da disputa em favor de aliados em alguns distritos, o que pode também afetar os resultados.

Quase invisível nas ruas de Londres, a campanha seguiu intensa até a última hora por meios menos públicos.

Nas seções eleitorais, representantes dos partidos conferiam a lista de quem havia comparecido e convocavam por telefone conhecidos que ainda não haviam votado.

A batalha foi intensa nas mídias sociais. A estimativa é que os dois principais partidos tenham gasto 2 milhões de libras (cerca de R$ 11 milhões) em anúncios no Facebook e no Instagram desde o final de novembro.

De terça-feira até a manhã desta quinta, a propaganda dos trabalhistas havia sido vista 4,9 milhões de vezes, contra 2,7 milhões dos anúncios conservadores, segundo dados das redes sociais. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Comissão aprova impeachment de Donald Trump
Receita Estadual entrega dados de sonegação ao Ministério Público do RS
Deixe seu comentário
Pode te interessar