Quinta-feira, 24 de Junho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
16°
Fair

Brasil O Brasil tem 3.459 mortes em 24 horas e passa das 360 mil vítimas por Covid-19

Compartilhe esta notícia:

País já soma mais de 13 milhões de contaminações pela doença.

Foto: EBC
Pesquisa constatou que mortalidade foi maior entre quem foi atendido fora do município de moradia. (Fundação Oswaldo Cruz). (Foto: EBC)

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 3.459 mortes e 73.513 novos casos de infectados pelo novo coronavírus. Com a atualização dos dados nesta quarta-feira (14), o País passa a marca das 360.000 vítimas da pandemia. Segundo dados do Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde), o Brasil já possui mais de 13.673.507 infectados pelo novo coronavírus e 361.884 mortes.

Com esses números, a média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias chegou a 3.012. É o quinto dia seguido em que a média móvel fica acima da marca de 3 mil. Em comparação à média de 14 dias atrás, a variação foi de -3%, indicando tendência de estabilidade nos óbitos decorrentes da doença.

Já são 84 dias seguidos no Brasil com a média móvel de mortes acima da marca de mil; o País completa agora 29 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia; e já são 19 dias com a média acima da marca de 2,5 mil. A média está acima da marca de 3 mil há 5 dias, algo inédito.

Depois de São Paulo, os Estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná e Bahia lideram, respectivamente, em números de casos e mortes causadas pela Covid-19.

Vacinação

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira a ampliação da aplicação de vacinas para a faixa etária entre 60 e 64 anos.

No dia 29 de abril, a campanha começa a vacinar pessoas de 63 e 64 anos. A partir do dia 6 de maio é a vez dos idosos com idades entre 60 e 62 anos tomarem a primeira dose da vacina. O governo do estado estima que mais de 2,4 milhões de pessoas serão vacinadas nesta nova fase do programa.

Já em âmbito nacional, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta quarta-feira que o governo antecipará o recebimento de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 até o mês de junho, totalizando 15,5 milhões de doses do imunizante.

“Trago para o senhores uma boa notícia: a antecipação de doses da vacina da Pfizer, fruto de ação direta do presidente da República, Jair Bolsonaro, com o principal executivo da Pfizer, que resulta em 15,5 milhões da Pfizer já no mês de abril, maio junho”.

Balanço

Balanço da vacinação contra Covid-19 desta quarta-feira (14) aponta que 24.956.272 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19, segundo dados divulgados até as 20h. O número representa 11,79% da população brasileira.

A segunda dose já foi aplicada em 8.121.842 pessoas (3,84% da população do país) em todos os Estados e no Distrito Federal.

No total, 33.078.114 doses foram aplicadas em todo o País.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

“A compra de vacinas por empresas é um absurdo”, diz um dos maiores empresários do País
Covid-19: Mais de 309 mil pessoas receberam a primeira dose na Capital gaúcha; nesta quinta, segue vacinação de pessoas a partir de 63 anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar