Quinta-feira, 26 de maio de 2022

Porto Alegre
Porto Alegre
18°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Rio Grande do Sul Confirmado para o dia 19 o início da vacinação contra a covid para as crianças gaúchas a partir de 5 anos

Compartilhe esta notícia:

A aplicação deverá ser realizada em sala exclusiva, com um espaço para recepção de crianças e responsáveis, que deverão permanecer no local por 20 minutos.

Foto: Reprodução
Procedimento será realizado com dose adaptada da Pfizer. (Foto: EBC)

A vacinação contra covid para as crianças de 5 a 11 anos começa em todas as cidades do Rio Grande do Sul em 19 de janeiro (quarta-feira), mesmo que marcou, um ano antes, a abertura da campanha de imunização no País. O calendário – confirmado nesta segunda (10) – manterá um critério já adotado para outros segmentos: a prioridade para quem sofre comorbidade ou baixa imunidade.

De acordo com  Secretaria Estadual da Saúde (SES), o serviço deverá ser realizado em sala exclusiva para tal finalidade, além de um espaço para recepção das crianças e seus pais ou responsáveis. Eles terão que permanecer no local por 20 minutos, a fim de observar eventuais efeitos adversos (que são bastante raros e inofensivos).

Não será exigida receita médica, bastando a autorização do adulto, que deve estar presente. O fármaco utilizado é o da Pfizer, em dosagem especialmente adaptada para aplicação nos indivíduos dessa faixa etária.

Estatística oficial aponta que 96.427 guris e gurias se enquadram no segmento preferencial da primeira fase, devido a problemas como hipertensão, diabetes ou asma, bem como por tratamento quimioterápico ou outras condições que restringem as defesas naturais do corpo contra infecções.

A piazada sem comorbidades (862.747) será o próximo grupo contemplado. Pelo cronograma definido, a imunização delas também poderá começar já neste mês, com a primeira dose para quem tem 11 anos. Pequenos indígenas (3.911) e quilombolas (1.188), por sua vez, receberão a injeção a partir de orientação futura do Ministério da Saúde, com doses destinadas a este público.

Em fevereiro a campanha deve chegar à faixa de 10 e 9 anos, ao passo que em março será a vez daquelas com 8. Para as demais idades, a SES aguarda a previsão de remessas de vacinas com tal finalidade. O primeiro lote (1,248 milhão  de unidades) está previsto para a próxima quinta-feira (13) e outros dois com a mesma quantidade devem ser entregues nos dias 20 e 27.

Preparativos

Durante o final de semana, equipes da Secretaria Estadual de Saúde vão separar as ampolas que serão distribuídas para as regiões a partir do dia 17. Até lá, os municípios se concentram no planejamento de aspectos como a estruturação das salas de vacina, a fim de garantir a segurança de crianças e familiares.

Nesta quarta e quinta-feira (13), a SES e o Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Consems) realiza atividade de capacitação dos agentes sanitários indicados pelas prefeituras para aplicar a injeção nos braços das crianças.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Rio Grande do Sul

Chega a 36.484 o número de mortos pelo coronavírus no Rio Grande do Sul. Média diária de novos contágios é de 3.863
Ex-detento é flagrado transportando nove pessoas em carro furtado na Serra Gaúcha
Deixe seu comentário
Pode te interessar