Sábado, 06 de Março de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Partly Cloudy

Brasil O Brasil já tem 171 mil mortes por coronavírus e 6 milhões e 200 mil casos acumulados desde o início da pandemia

Compartilhe esta notícia:

Até o momento, 5.528.599 pessoas já se recuperaram da doença.

Foto: Divulgação/Josué Damacena/IOC/Fiocruz
Até o momento, 5.528.599 pessoas já se recuperaram da doença. (Foto: Divulgação/Josué Damacena/IOC/Fiocruz)

O número de casos acumulados de Covid-19 passou de 6.166.606 para 6.204.220 entre quarta-feira (25) e esta quinta-feira (26). Nas últimas 24 horas, foram registrados 37.614 diagnósticos positivos para a doença, abaixo dos 47.898 acrescidos às estatísticas de quarta.

As mortes decorrentes da pandemia do coronavírus saíram de 170.769 para 171.460. Entre quarta e esta quinta, foram registradas 691 óbitos, número superior às 654 notificações incluídas no balanço de quarta. Ainda há 2.177 óbitos em investigação, dados referentes a quarta.

As informações estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta quinta-feira (26). O órgão divulga a cada dia um balanço a partir de informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde.

Ainda conforme a atualização do ministério, há 504.161 pacientes em acompanhamento. Outras 5.528.599 pessoas já se recuperaram da doença.

Covid-19 nos Estados

Os Estados com mais mortes pela Covid-19 são São Paulo (41.773), Rio de Janeiro (22.394), Minas Gerais (9.904), Ceará (9.545) e Pernambuco (8.987). As Unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Acre (722), Roraima (723), Amapá (802), Tocantins (1.155) e Rondônia (1.535).

Bombeiros vão fiscalizar prevenção à Covid-19 em bares e boates do Rio

O cumprimento das medidas de prevenção à Covid-19 em bares, boates e casas de espetáculo será fiscalizado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro, a partir de determinação divulgada na quarta-feira (25) pelo governo estadual.

Além de autorizarem os eventos no Estado, os bombeiros também farão vistorias entre 20h e 5h para verificar o cumprimento de regras como a limitação de público, o distanciamento social, o uso de máscara e a disponibilização de álcool 70.

Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros e secretário de Defesa Civil, coronel Leandro Monteiro, os estabelecimentos que forem flagrados descumprindo a lotação de público de determinada no Decreto Estadual 47.345, de 5 de novembro de 2020, serão interditados e terão suas licenças cassadas.

O decreto estabelece que bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres devem limitar o acesso do público a dois terços da sua capacidade de lotação. As regras permitem a apresentação de música ao vivo, mas proíbem pista e espaço de dança. Além disso, são autorizados os serviços de consumo de bebidas alcoólicas apenas para os clientes sentados em mesas e cadeiras nas áreas internas e externas, respeitando o distanciamento mínimo de um a dois metros. O sistema de self-service para refeições está proibido.

Já casas de shows e espetáculos, boates e arenas fechadas só podem funcionar com reserva de lugares numerados, respeitando a limitação de 50% da capacidade de público. Assim como nos bares, é permitida música ao vivo, porém vedada pista e espaço de dança para evitar concentração de público nestes locais.

Os pedidos para a realização de eventos no estado deverão ser submetidos ao Corpo de Bombeiros por meio do Sistema Eletrônico de Informação. Além da viabilidade dos eventos, a corporação fará a avaliação considerando a situação de cada município.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

Bolsonaro diz que País pode terminar 2020 com mais empregos do que em 2019
O Brasil abriu 394 mil empregos formais em outubro, o melhor saldo em quase 30 anos
Deixe seu comentário
Pode te interessar