Terça-feira, 26 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Variedades Diretor de Round 6 diz que série “é uma história sobre perdedores”

Compartilhe esta notícia:

O thriller de nove partes se tornou um sucesso internacional quando estreou no serviço de streaming no mês passado.

Foto: Netflix/divulgação
O thriller de nove partes se tornou um sucesso internacional quando estreou no serviço de streaming no mês passado. (Foto: Netflix/divulgação)

Se você assistiu à série de sucesso da Netflix, “Round 6”, jogos infantis inocentes como cabo de guerra e luz vermelha, as brincadeiras agora podem assumir um significado totalmente novo para você.

Para seu criador Hwang Dong-hyuk, eles fizeram parte de sua infância na Coreia do Sul. “Todos nós, em algum momento, jogamos aqueles jogos simples e infantis”, disse.

Entre os que Hwang jogou quando criança estava o titular “Round 6”, um jogo de equipe envolvendo atacantes abrindo caminho através de uma área em forma de lula, com os defensores tentando detê-los.

“Foi muito exigente fisicamente e, por isso, cada vez que jogávamos, alguém se machucava, tinha a roupa rasgada ou chorava”, disse ele. “Seria sempre o último jogo do dia.”

“Tendo crescido e se tornado um adulto, a pergunta ‘como seria voltar e jogar aqueles jogos de infância de novo?’ foi o início da criação de toda a série”, disse.

Lançado em setembro, “Round 6” – sobre competidores endividados lutando em uma série de jogos infantis mortais – está atualmente no caminho de se tornar a série mais popular da Netflix, tendo alcançado o número um em 90 países, incluindo os Estados Unidos.

Para Hwang, a narrativa do programa reflete a “sociedade competitiva” em que vivemos hoje. “Esta é uma história sobre perdedores”, disse ele – aqueles que lutam contra os desafios da vida cotidiana e são deixados para trás, enquanto os “vencedores sobem de nível”.

É também uma história pessoal. Os dois personagens principais, Seong Gi-hun e Cho Sang-woo, receberam o nome de seus velhos amigos, e ele os chama de seus “clones internos”.

“Eles representam os meus dois lados. Como Gi-hun, fui criado por uma mãe solteira em um ambiente com problemas financeiros em Ssangmun-dong”, explicou ele. “Ao mesmo tempo, como Sang-woo, fui para a Universidade Nacional de Seul e toda a minha vizinhança me elogiou e tinha grandes expectativas em relação a mim”.

Produzir a série foi uma experiência intensa, com Hwang perdendo seis dentes durante as filmagens por causa do estresse. Mas isso não o afastou da ideia de produzir uma segunda temporada.

“Escrever, produzir e dirigir uma série sozinho foi realmente uma tarefa dura. Quando penso em fazer o mesmo para a segunda temporada, pessoalmente fico meio preocupado”, disse ele. “Não há nada confirmado no momento, mas tantas pessoas estão entusiasmadas que estou realmente pensando em fazer isso.”

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Variedades

Paul McCartney diz que foi John Lennon quem causou rompimento dos Beatles
Tom Zé: 85 anos de arte, ousadia e alegria
Deixe seu comentário
Pode te interessar