Segunda-feira, 22 de julho de 2024

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Saúde Doença de Crohn: entenda problema que ex-Menudo Adrián Olivares, que morreu aos 48 anos, tinha

Compartilhe esta notícia:

De modo geral, é necessário se manter afastado do tabagismo e estar atento à alimentação.

Foto: Reprodução
De modo geral, é necessário se manter afastado do tabagismo e estar atento à alimentação. (Foto: Reprodução)

O ex-Menudo Adrián Olivares, morreu na última segunda-feira, aos 48 anos. O cantor havia sido diagnosticado uma semana antes com a doença de Chron, uma síndrome gastrointestinal crônica, grave, que atinge as paredes do intestino. O artista, então, passou por uma cirurgia e teve complicações, que ocasionaram na morte dele.

O que é a doença?

A doença de Crohn é uma síndrome gastrointestinal crônica que, em geral, atinge o intestino delgado e o cólon, mas pode afetar outras partes do trato gastrointestinal. Considerada grave e fator de risco para o câncer de intestino, ela não manifesta uma razão específica para o desenvolvimento de seu quadro. Dentre os principais sintomas está a diarreia crônica.

Confundida

Devido ao comportamento parecido, em muitos casos a doença de Crohn é confundida com a colite ulcerativa. Ela recebeu o nome de um dos autores de um dos primeiros artigos publicados sobre a doença, em 1932.

Quais os sintomas

Entre os sintomas da doença de Crohn estão alguns sinais muito comuns em outras condições que afetam o trato gastrointestinal. Por isso, é necessário procurar um médico que realizará os exames necessários para formar o diagnóstico. São alguns dos sintomas: diarreia crônica; dor abdominal; perda de peso; febre; sangramento retal; fístulas (pequenos canais que conectam indevidamente partes do intestino).

Além disso, em alguns casos, a doença de Crohn pode apresentar sintomas que não estão ligados ao trato gastrointestinal, como: artrite; aftas; olhos inflamados, vermelhos, feridos e sensíveis à luz; desenvolvimento de erupções cutâneas ou doenças fúngicas dolorosas e avermelhadas nas pernas.

Como é o diagnóstico

De acordo com a Associação Brasileira de Colite Ulcerativa e Doença de Crohn, o diagnóstico da doença ocorre após a realização de testes laboratoriais, exame físico e análise do histórico clínico do paciente.

A confirmação do diagnóstico e determinação do local afetado é feita por meio de exames radiológicos – raio-x do trânsito intestinal, ultrassom, tomografia e ressonância – e endoscópicos – colonoscopia, enteroscopia, cápsula endoscópica, endoscopia alta e biópsia.

Qual o fator de risco

A doença de Crohn tem maior incidência no período entre os 20 e os 30 anos, mas pode acometer pessoas de qualquer idade.

Como é o tratamento

O tratamento tem como objetivo conter a inflamação. O cuidado médico adequado à doença de Crohn é essencial, devido ao risco de desenvolvimento de condições gastrointestinais mais graves.

A depender do impacto da doença, em casos agudos, o paciente pode ser submetido à cirurgia e, também, à utilização de medicamentos imunosupressores. De modo geral, é necessário se manter afastado do tabagismo e estar atento à alimentação, que não pode incluir alimentos gordurosos. Atividades físicas também são recomendadas de forma moderada e é importante evitar situações de estresse.

Doença de Crohn tem cura?

A doença de Crohn não tem cura definitiva. Os medicamentos utilizados no tratamento da doença têm a intenção de manter os sintomas amenizados e a inflamação controlada.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Saúde

Amigos de ex-Menudo fazem vaquinha para funeral do cantor: meta são 20 mil dólares
Alimentos ultraprocessados trazem o risco de câncer do aparelho digestivo
https://www.osul.com.br/doenca-de-crohn-entenda-problema-que-ex-menudo-adrian-olivares-que-morreu-aos-48-anos-tinha/ Doença de Crohn: entenda problema que ex-Menudo Adrián Olivares, que morreu aos 48 anos, tinha 2024-07-10
Deixe seu comentário
Pode te interessar