Sábado, 27 de Fevereiro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
24°
Fair

Flávio Pereira Doria desviou lote de vacinas para personalidades e aliados

Compartilhe esta notícia:

Governador João Doria separou um lote de vacinas para aplicar em personalidades e aliados. (Foto: Reprodução)

Em São Paulo, o governador João Doria mandou separar um lote de vacinas Coronavac para furar a fila e vacinar personalidades públicas. Uma lista de aliados políticos e convidados foi elaborada. O governador convidou a ex-presidente Dilma Rousseff para receber vacina, e furar a fila. Mais sensata que Doria, Dilma recusou o convite. Outro que recusou o convite, foi o ex-presidente e atual senador Fernando Collor.

MP apura desvio de vacinas no Amazonas para uma cota de”vips”

Das 282.320 doses da vacina Coronavac entregues ao estado do Amazonas apenas 221.593 foram distribuídas aos municípios, incluindo Manaus. A Defensoria Pública, Ministério Público e Tribunal de Contas cobram do governo do Amazonas as 60.727 doses que estão faltando. Em redes sociais, surgiram fotos de familiares de deputados, e empresários recebendo a vacina em Manaus. A suspeita é de que as vacinas desviadas serviriam para um grupo “vip” de pessoas ligadas ao comando politico local.

MBL x Marcel van Hattem

Um dos fundadores do MBL (Movimento Brasil Livre), o deputado federal gaúcho Marcel van Hattem (Novo), candidato a presidente da Câmara, foi chamado de “Van Rato” em postagem dos seus antigos parceiros. Marcel reagiu e afirmou que “tentativa de assassinato de reputação não é só coisa de petista, como demonstra a postura desonesta do MBLivre comigo hoje nas redes. Obrigado a todos os sensatos que têm enxergado isso e me defendido, de onde quer que venham os ataques.”

A PEC da Segunda Instância

As declarações de outros dois candidatos à presidência da Câmara, Arthur Lira (PP) e Baleia Rossi (MDB) de que não priorizam a votação da PEC 119/19 (Proposta de Emenda Constitucional) que institui o recolhimento à prisão para inicio do cumprimento de pena para réus condenados em segunda instância, abriu espaço para Marcel van Hattem revelar sua posição sobre o tema:

– Enquanto isso, nossa candidatura tem compromisso claro com o combate à corrupção e à criminalidade. Como presidente reinstalarei imediatamente a Comissão da PEC da 2ª Instância para aprová-la ainda neste semestre e pautarei o fim do Foro Privilegiado.

Disputa trará de volta deputados licenciados

O ministro da Cidadania Onyx Lorenzoni será exonerado da pasta dia 1° de fevereiro para retornar ao seu mandato na Câmara e votar na disputa pela presidência da Câmara dos Deputados entre Arthur Lira (PP-AL) e Baleia Rossi (MDB-SP). Existem outros quatro candidatos com pequenas chances.

O mesmo deve ocorrer com a deputada Tereza Cristina (DEM-MS), ministra da Agricultura.

Como cada voto pode ser decisivo, nenhum dos lados quer deixar dúvidas. Onyx, e Tereza Cristina, ambos do DEM, votam no candidato apoiado por Jair Bolsonar0o, Arthur Lira, contrariando orientação do partido.

Atualmente, 16 parlamentares estão licenciados da Câmara dos Deputados e boa parte deles já decidiu reassumir o mandato no dia 1º de fevereiro para votar no lugar de seus suplentes.

Dos deputados titulares que estão afastados, três são ministros do governo Jair Bolsonaro e 11 estão à frente de secretarias em governos estaduais ou municipais.

Rachado, PSB gaúcho quer punir deputada

Um grupo de membros do PSB no Rio Grande do Sul , da corrente adversária da deputada federal Liziane Bayer, encaminhou um documento ao presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, pedindo a punição da deputada, que declarou voto em Arthur Lira (Progressistas) para presidente da Câmara. O PDB gaúcho possui apenas dois deputados federais : Liziane Bayer,e Heitor Schuch.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

O projeto da esquerda para 2021: derrubar Jair Bolsonaro
Prefeito gaúcho diz que “tratamento precoce reduziu óbitos nos municípios da nossa região”
Deixe seu comentário
Pode te interessar