Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
13°
Fair

Inter Dourado comemora retorno aos gramados e agradece apoio de colegas e torcida: “Sou um colorado como todos”

Compartilhe esta notícia:

Foto: Ricardo Duarte / S.C. Internacional

A vitória por 5 a 3 em cima do Sport foi importante para a equipe colorada. Mas o que marcou mesmo a noite, desta quarta-feira (14) foi o retorno de Rodrigo Dourado aos gramados. O  volante conseguiu vestir a camisa do Inter e disputar uma partida oficial após mais de um ano afastado por conta de uma grave lesão no joelho esquerdo. 15 meses. Ou melhor, 450 dias.

Aos 23 minutos do segundo tempo, pegando de surpresa a todos, Eduardo Coudet chama Dourado para realizar uma substituição. Sai Rodrigo Lindoso, entra o camisa 13. E ainda, recebe a braçadeira de capitão das mãos de Edenilson. Esta foi a cena que emocionou muitos torcedores colorados que aguardavam ansiosamente o retorno do volante.

Em entrevista aos canais oficiais do Inter, Dourado falou sobre o momento: “Passei por muitas dificuldades nesse período fora, então é uma felicidade muito grande poder voltar a vestir a camisa do Inter e voltar a jogar futebol. Quero agradecer as pessoas que me ajudaram a retornar, melhorar meu joelho, meu corpo, e retomar minha carreira que era o que eu mais queria“.

A coincidência se deu, justamente, porque a primeira partida de Rodrigo Dourado no elenco principal do Inter foi contra o Sport, no ano de 2012. Aos 18 anos, o volante foi escalado por Fernandão, então técnico colorado, para suprir os desfalques da posição no elenco. Na época, o placar foi bem diferente do de ontem, um empate em 2 a 2. Mas o jogador não esquece:”Eu tava me preparando pra entrar, e quando ele (Coudet) me chamou, já passou um filme na cabeça. Tem essa cisma aí com o Sport. Ter a chance de entrar e ficar marcado mais uma vez contra o Sport. Tava um pouco ansioso, um pouco nervoso pra voltar, mas depois que entrei já passou. Parecia que eu nem tinha ficado tanto tempo fora“, contou.

Dourado fez sua última partida pelo Inter no dia 10 de julho de 2019, na derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, quando sentiu dores no joelho. Após exames, foi constatado um edema ósseo no joelho direito e o volante passou por duas artroscopias, fisioterapia, tratamento com células tronco e meses de treinamento separado da equipe. Em mais de um ano, precisou contar com apoio e paciência do torcedor colorado que, segundo Dourado, o apoio desde o início.

“Agradecer as mensagens também da torcida colorada que lotou meu Instagram e meu WhastApp. É um carinho muito grande que eu tenho por esse clube. É minha casa. Sou um colorado como todos que estão assistindo. Feliz demais por receber o carinho de todos” (Dourado)

 

Com a vitória em Recife, o Inter soma 31 pontos, os mesmos que o Atlético-MG, apenas atrás no número de vitórias. Na próxima rodada, o colorado recebe o Vasco em casa, no domingo (18), às 18h15, no Beira-Rio.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Inter

Com a classificação garantida, Gurias Coloradas vencem o Minas Brasília e conquistam vantagem nas quartas de final do Brasileirão A1
Yuri Alberto marca seu primeiro gol com a camisa do Inter e destaca ”Eu quero fazer muito pelo Inter”
Deixe seu comentário
Pode te interessar