Segunda-feira, 01 de Junho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

Brasil Em parceria, entidades e CBF lançam aplicativo para promover coletas de doação de sangue em estádios de futebol

Compartilhe esta notícia:

Próxima ação será realizada neste mês, no estádio do Palmeiras

Foto: (Divulgação/ABHH)

Com risco iminente de desabastecimento em serviços de hemoterapia de todo o Brasil, entidades se uniram à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para fomentar a doação de sangue. Através da campanha Sangue Verde e Amarelo, será organizado a coleta de doações nos estádios de futebol através do aplicativo Sangue Verde e Amarelo.

Com a determinação das autoridades para o isolamento social, diante de pandemia da Covid-19, os estoques de banco de sangue sofrem baixa significativa. Diante do cenário, a Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular se mobilizou e se uniu à Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com o apoio da Associação Paulista de Medicina (APM), Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE), Associação Brasileira de Talassemia (ABRASTA) e MTM Tecnologia, para juntos, mobilizarem a população a doar sangue neste período.

Para facilitar o agendamento de doações individuais durante a pandemia, a campanha Nacional Sangue Verde e Amarelo irá organizar a coleta de doações a partir do aplicativo. A primeira ação em estádios já aconteceu entre no início de abril na Arena Corinthians, em Itaquera, na cidade de São Paulo (SP), e reuniu mais de mil doadores.

A próxima ação acontecerá no Allianz Parque, estádio do Palmeiras, também em São Paulo, dias 26, 27 e 28 de maio. A pessoa interessada em fazer uma doação pode baixar o app SANGUE VERDE E AMARELO e, a partir de um cadastro rápido, agendar sua doação no Estádio. O app também traz informações quanto aos critérios de quem poderá doar (indivíduos de 18 a 40 anos, acima dos 50 kg e com boas condições de saúde, em linhas gerais) e as orientações quanto a documentação necessária. Também através do app, os serviços de hemoterapia interessados em participar poderão se inscrever para que a comissão organizadora verifique se o Estádio correspondente à cidade estará disponível para a doação.

“O cenário da pandemia do novo coronavírus inevitavelmente ameaça a continuidade do tratamento e até põe em risco a vida de pacientes que precisam de transfusão de sangue”, explica o hematologista e hemoterapeuta Dante Langhi Jr., presidente da ABHH. “Por isso não medimos esforços para lançar a Campanha Sangue Verde e Amarelo e deixamos claro que a doação de sangue não representa risco de contaminação, basta que os cuidados de evitar aglomerações, como o agendamento, sejam seguidos”, completa Langhi ao exaltar a Campanha Sangue Verde e Amarelo e agradecer aos parceiros.

Sobre a ABHH

A Associação Brasileira de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (ABHH) é uma associação privada para fins não econômicos, de caráter científico, social e cultural. A instituição congrega médicos e demais profissionais interessados na prática hematológica e hemoterápica de todo o Brasil. Hoje, a instituição conta com mais de dois mil associados.

* Por supervisão de: Marjana Vargas

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Brasil

O Grêmio dedicou a terça-feira aos treinos de força
Governo decide adiar o Enem; novas datas não foram divulgadas
Deixe seu comentário
Pode te interessar