Domingo, 25 de julho de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
14°
Fog

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Porto Alegre Em Porto Alegre, já é possível vacinar-se à noite

Compartilhe esta notícia:

Para agendar a vacinação é necessário acessar o aplicativo, verificar os locais e escolher os horários disponíveis.

Foto: Cristine Rochol/PMPA
Ferramenta começa de modo experimental nesta terça-feira, com três postos disponíveis. (Foto: Divulgação/PMPA)

A partir desta terça-feira (22), a população de Porto Alegre conta com a possibilidade de agendamento da vacinação contra o coronavírus no turno da noite, das 18h às 21h. A funcionalidade estará disponível no aplicativo “156+POA”, que pode ser acessado por meio do site oficial prefeitura.poa.br.

Para agendar a vacinação é necessário acessar a ferramenta, verificar os locais e horários disponíveis. A primeira fase da iniciativa tem caráter experimental, a fim de avaliar em tempo real a eficácia do sistema, começando por três unidades de saúde (Morro Santana, Tristeza e São Carlos).

Os atendimentos serão realizados em blocos de 20 em 20 minutos, oferecendo cinco agendamentos por bloco. De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde (SMS), a ferramenta terá o seu uso ampliado na medida em que forem chegando novas remessas de vacinas.

Na avaliação da prefeitura, a estratégia de viabilizar a aplicação de vacinas além do horário habitual de encerramento (19h) do expediente nos postos de saúde e drive-thrus representa mais uma forma de imunizar os porto-alegrenses.

“Aqueles que enfrentam dificuldade para acessar as unidades de saúde no período do dia [por motivos de trabalho, por exemplo] não perderão a oportunidade e o município aumentará sua capacidade de vacinação”, explica a diretora de Atenção Primária da SMS, Caroline Schirmer.

A má notícia é que, ao menos nesta primeira etapa, o aplicativo esta disponível apenas para telefones celulares  com sistema operacional Android.

Mas a Procempa informa que já está trabalhando para estender o uso dessa tecnologia a outros aparelhos, conforme aponta a diretora técnica da Companhia, Débora Roesler: “Dispomos de uma equipe altamente qualificada para atender exclusivamente as demandas da área da saúde”.

Vacina da gripe

Passados mais de dois meses desde o início da campanha de vacinação contra gripe, Porto Alegre contabilizou nesta segunda-feira (21) um índice de 42% da meta da campanha alcançada. São 322.093 doses aplicadas, para um público estimado de 728.901 pessoas. O desempenho até o momento é considerado baixo.

Em relação aos grupos, os indígenas alcançaram 90%, meta mínima idealizada pelo Ministério da Saúde. Os idosos apresentam meta de 64%, seguidos pelas crianças com 49%, trabalhadores da saúde com 46%, professores com 41%, gestantes com 37% e puérperas com 34%.

Considerando-se que nesta segunda-feira começou oficialmente o inverno e que a previsão da meteorologia é de queda gradativa das temperaturas até agosto, a recomendação é de que o fármaco contra o vírus influenza seja aplicada o quanto antes.

“A vacina leva pelo menos 15 dias para fazer o efeito protetivo necessário, então quanto mais cedo a dose for feita, mais rapidamente o organismo criará os anticorpos que vão garantir a proteção”, explica a enfermeira Ana Paula Linhares da Silva, chefe do Núcleo de Imunizações Zona Norte da Secretaria Municipal de Saúde.

Ela reitera que a estação mais fria do ano contribui para a baixa da imunidade, o que pode favorecer o adoecimento, caso a pessoa não esteja vacinada.

A campanha de vacinação prossegue para os grupos prioritários até 9 de julho. A SMS oferece mais de 100 endereços com essa finalidade, de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h.

Todos os grupos prioritários estão contemplados nesta etapa da campanha. Além dos grupos descritos anteriormente, trabalhadores do transporte coletivo (motoristas e cobradores), das forças de salvamento e segurança e pessoas com comorbidades podem receber a vacina.

É preciso apresentar comprovante das comorbidades e de vínculo profissional. Gestantes e puérperas podem apresentar a carteira de gestante, crianças de seis meses a menos de seis anos) devem ter a caderneta levada junto pelos responsáveis. O intervalo mínimo entre a vacina da gripe e qualquer dose da vacina Covid-19 é de 14 dias.

(Marcello Campos)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Porto Alegre

Porto-alegrenses poderão agendar vacinação contra Covid por aplicativo a partir desta terça
Prefeitura de Porto Alegre começa agendamento de vacinação contra o coronavírus por aplicativo
Deixe seu comentário
Pode te interessar