Quarta-feira, 27 de outubro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
20°
Fair

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Cultura Em série documental, Paul McCartney repassa sua trajetória desde os Beatles

Compartilhe esta notícia:

Paul McCartney e o produtor musical Rick Rubin, na série “McCartney 3,2,1”. (Foto: Star+)

Paul McCartney, 79 anos, é o tema da série documental “McCartney 3,2,1”, na qual o ex-Beatle repassa sua carreira em uma conversa com o produtor musical Rick Rubin. Feita em seis episódios, com meia hora de duração cada, produção tem estreia marcada para o dia 22 de setembro, no canal de streaming Star+.

Na série, Paul McCartney repassa sua trajetória profissional e, de frente para Rubin, percorre seu trabalho com os Beatles, mas faz também uma viagem pelos emblemáticos anos 1970, além de revelar seu período com a banda Wings e ainda destaca momentos e canções de seus 50 anos de trabalho solo.

Paul e Rubin promovem uma conversa que coloca em destaque a música e a criatividade, mas com uma abordagem relevadora. Será um momento de conferir duas lendas da música comentando e analisando composição musical, influências e relações pessoais, pontos que embasaram canções icônicas que marcaram várias gerações.

Série sobre os Beatles

Já a nova série documental sobre os Beatles, “The Beatles: Get Back”, será exibida nos dias 25, 26 e 27 de novembro de 2021. O cineasta Peter Jackson (de O Senhor dos Anéis e Hobbit) é o responsável pela produção. A série foi inicialmente pensada para ser um filme, porém a homenagem à banda não cabia em apenas duas ou três horas. A minissérie terá três episódios, com cerca de duas horas de duração cada.

Em um comunicado para a imprensa, Bob Iger, presidente executivo e presidente do conselho da The Walt Disney Company, fez o anúncio oficial do projeto: “Como um grande fã dos Beatles, estou absolutamente emocionado que o Disney + será o lar desta extraordinária série de documentários do lendário cineasta Peter Jackson. Esta coleção fenomenal de filmagens nunca antes vistas oferece um olhar sem precedentes sobre a íntima camaradagem, composição genial e impacto indelével de uma das bandas mais icônicas e culturalmente influentes de todos os tempos, e mal podemos esperar para compartilhar The Beatles: Get Back com fãs de todo o mundo.”

Peter Jackson também se pronunciou: “Em muitos aspectos, a notável filmagem de Michael Lindsay-Hogg capturou várias histórias. A história de amigos e de indivíduos. É a história das fragilidades humanas e de uma parceria divina. É um relato detalhado do processo criativo, com a elaboração de canções icônicas sob pressão, situado em meio ao clima social do início de 1969. Mas não é nostalgia – é cru, honesto e humano. Em seis horas, você conhecerá os Beatles com uma intimidade que você nunca pensou ser possível… Estou imerso neste projeto há quase três anos e estou muito animado que o público em todo o mundo finalmente será capaz de vê-lo.”

O documentário foi feito com a colaboração de Paul McCartney, Ringo Starr, Yoko Ono Lennon e Olivia Harrison. A produção ficou sob responsabilidade de Clare Olssen e Jonathan Clyde, com Ken Kamins e Jeff Jones, da Apple Corps, como produtores executivos. Jabez Olssen é o editor do documentário, e a música é mixada por Giles Martin e Sam Okell. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Cultura

Isenção de quarentena para Nicole Kidman em Hong Kong recebe críticas
Itália celebra bicentenário de Anita Garibaldi no Brasil
Deixe seu comentário
Pode te interessar