Terça-feira, 24 de Novembro de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
26°
Fair

Dicas de O Sul Festival de Música Zilah Machado celebra o Dia da Consciência Negra

Compartilhe esta notícia:

AfroEntes trabalha com repertório autoral de compositores negros.

Foto: Divulgação/SMC/PMPA
AfroEntes trabalha com repertório autoral de compositores negros. (Foto: Divulgação/SMC/PMPA)

A Coordenação de Música da SMC (Secretaria Municipal da Cultura) promove, no Dia da Consciência Negra, 20 de novembro, o Festival de Música Negra Zilah Machado. A ação é um reconhecimento da relevância de dona Zilah Machado como uma artista percussora, representativa, e muito importante para música da Capital e do Estado. O evento será transmitido direto do Teatro Renascença, na página da Coordenação de Música, a partir das 18h desta sexta-feira, 20. Participam do festival Valeria Barcellos, Afroentes, Grupo de Choro Villa- Lobos e Glau Barros . A apresentação fica no comando de Negra Jaque, coordenadora de Música da SMC.

Artistas convidados

O Grupo de Choro Villa-Lobos é formado por jovens integrantes da Orquestra Villa-Lobos, programa de educação musical desenvolvido há 28 anos na Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa-Lobos, localizado na Vila Mapa, periferia de Porto Alegre. O grupo tem sido atração em eventos corporativos e artísticos e apresentará repertório variado com composições de Jacob do Bandolim, Zequinha de Abreu, Pixinguinha, Waldir Azevedo, Noel Rosa e Hermeto Pascoal com violão, cavaquinho, bandolim, flauta doce e percussão.

Glau Barros é cantora, atriz e desenvolve uma intensa e permanente carreira profissional desde 1990. Em 18 de junho de 2019 lançou no Theatro São Pedro o CD Brasil Quilombo, com direção musical do músico e compositor Gelson Oliveira, produção musical e arranjos de Marco Farias. No repertório, canções de sambistas gaúchos, como Zilah Machado, Bedeu, Nelson Coelho de Castro, além de releituras de clássicos do gênero. Sucesso de público e crítica, Brasil Quilombo foi considerado pelo jornalista e crítico musical Juarez Fonseca “o melhor CD de samba lançado no RS nos últimos tempos”.

AfroEntes é composto por três músicos. Trabalham com repertório autoral de compositores negros, que retratam narrativas das pessoas negras que vivem no Sul do país. As influencias são variadas, mostrando a diversidade de heranças musicais.

Valéria Barcellos, mulher trans negra que despontou na cena musical de Porto Alegre e agora faz sua estreia no universo literário. No evento, Valéria levanta importantes debates sobre as temáticas do racismo, homofobia e misoginia sob a ótica da resistência de quem venceu o câncer e se tornou a primeira mulher trans a receber o título “Mulher Cidadã” da Assembléia Legislativa do RS. Recentemente lançou “Transradioativa,” livro homônimo da cantora e artista multimídia .

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Dicas de O Sul

Adiada a reabertura da Casa de Cultura Mario Quintana
Fernanda Gentil fala sobre a quarentena com a mulher: “Deu um ruído no início, e agora, fortaleceu a relação”
Deixe seu comentário
Pode te interessar