Segunda-feira, 13 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
12°
Mist

Capa – Caderno 1 Fundação Estadual de Proteção Ambiental inicia neste domingo o monitoramento da qualidade das águas do litoral gaúcho

Compartilhe esta notícia:

O monitoramento da qualidade das águas será realizado em 43 municípios. (Foto: Divulgação/Fepam)

A Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) inicia neste domingo (17) o Projeto Balneabilidade, que realiza o monitoramento da qualidade das águas dos balneários e praias gaúchas.

O trabalho será feito em pontos de 43 municípios dos litorais Norte, Médio e Sul e das regiões hidrográficas do Guaíba e do Uruguai. Os resultados serão disponibilizados todas as sextas-feiras, entre 20 de dezembro e 28 de fevereiro, por meio do site da Fepam, redes sociais e de um aplicativo. Os banhistas que acessarem o boletim devem ficar atentos aos símbolos que indicam se a água está própria ou não para banho.

Para analisar as condições bacteriológicas nas praias e balneários, é utilizado o parâmetro da bactéria Escherichia coli. Sua presença sugere a possibilidade de haver, naquele local, micro-organismos intestinais capazes de provocar doenças.

Nos balneários de Pelotas, de Tapes e na Lagoa do Peixoto, em Osório, é realizada também a contagem de cianobactérias, organismos potencialmente produtores de toxinas que podem levar a intoxicações agudas ou crônicas.

Nos balneários de água salgada do Litoral Norte, as coletas e análises são feitas pela Fepam (31 pontos). Nos balneários da Praia do Laranjal, são realizadas pelo Serviço Autônomo de Saneamento de Pelotas (dez pontos). Já a Corsan (Companhia Riograndense de Saneamento) faz o levantamento nos demais balneários do Estado (51 pontos).

Projeto Balneabilidade

A Fepam realiza o Projeto Balneabilidade desde o verão de 1979/1980, divulgando aos veranistas informações sobre as condições da qualidade das águas das praias do Rio Grande do Sul.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Capa – Caderno 1

Saiba sobre o suposto dossiê que teria impedido um descendente da monarquia de ser candidato a vice-presidente do Brasil na chapa de Bolsonaro
Apreensões de cocaína em portos brasileiros aumentam 50% neste ano
Deixe seu comentário
Pode te interessar