Terça-feira, 13 de Abril de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
19°
Mostly Cloudy

Economia Governo federal adia para o dia 31 deste mês reinício de bloqueio e suspensão de benefícios sociais

Compartilhe esta notícia:

Decisão tem por base efeitos da pandemia

Foto: Reprodução
Decisão tem por base efeitos da pandemia. (Foto: Reprodução)

Portaria publicada pelo Ministério da Cidadania no Diário Oficial da União desta quinta-feira (04) suspende a retomada do cronograma de bloqueio de pagamentos e de suspensão de benefícios previstos no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal.

Segundo a portaria, o novo prazo para a retomada do cronograma é 31 de março. A decisão tem por base a situação emergencial pela qual passa o país em decorrência da pandemia.

É por meio do Cadastro Único que o governo identifica quem são e como vivem as famílias de baixa renda no Brasil, de forma a torná-las aptas para participar de programas sociais como Bolsa Família, Tarifa Social de Energia Elétrica e Programa Minha Casa Minha Vida, além de possibilitar isenção de taxas como as cobradas em concursos públicos.

Para se enquadrar nesse grupo, a renda média familiar tem de ser de até metade de um salário mínimo por mês, o que corresponde a R$ 522,50. Para se chegar a essa média basta somar o salário de todas as pessoas da família e dividir pelo número de pessoas que a integram.

Também se enquadram famílias cuja soma total dos salários seja de até R$ 3.135 (valor que corresponde a três salários mínimos). Também se enquadram nesse grupo pessoas que estejam em situação de rua.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Economia

OMS registra aumento de contágios por coronavírus na Europa após semanas de queda
Arquivo Público do Rio Grande do Sul celebra 115 anos com uma série de atividades virtuais
Deixe seu comentário
Pode te interessar