Terça-feira, 31 de Março de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
23°
Mostly Cloudy

Flávio Pereira Governo Federal já sinaliza fim da quarentena dia 7 de abril e plano unificado para o país

Ministro da economia, Paulo Guedes. (Foto: Valter Campanolo/Agência Brasil)

A definição de um prazo para a retomada gradual da atividade econômica, feita ontem pelo ministro da Economia Paulo Guedes, em sintonia com área da saúde, traz um norte para os empreendedores das diversas áreas do País. Na área da saúde, o ministro Luiz Mandetta anuncia um encontro para construir com os governadores, um plano de isolamento unificado em todo o país.

Atenção especial para o RS

O Rio Grande do Sul, por concentrar maioria de população idosa, terá atenção especial do Ministério da Saúde, sinalizou o ministro.

Santa Catarina anuncia retorno das atividades

Nessa linha, o governador Carlos Moisés informou oficialmente, que o Governo de Santa Catarina define nesta sexta-feira um planejamento para a retomada da atividade econômica. As ações serão gradativas, conforme ocorra uma evolução controlada do número de casos de coronavírus no estado.

CNI também quer retorno gradual

Presidente da CNI, Confederação Nacional da Indústria, Robson Andrade, defende a volta gradual da atividade do comércio e da produção industrial, com a implantação do isolamento vertical pra controle da propagação do Coronavírus.

Federasul pede apoio a empresas

A Federasul, Federação que reúne as associações comerciais do Rio Grande do Sul, oficialmente se posiciona: “para combater o vírus, precisamos de uma abordagem cirúrgica, adotando o isolamento vertical e retomando as atividades econômicas. Manter os idosos e grupo de isco em isolamento, cumprir as orientações, os cuidados individuais.”. Sugere ainda a definição de horários diferentes do início e término do expediente nos segmentos da economia, para evitar lotação no transporte publico.

A Federasul defende um plano para a retomada das atividades a partir da primeira semana do mês de abril.

Indústria gaúcha pode operar 50%

A Fiergs, Federação das indústrias do Estado, sinalizou ontem que as indústrias com regramentos específicos quanto à Covid-19, atendendo as recomendações da OMS, Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde, poderão operar suas linhas de produção com até 50% da força de trabalho usual em suas atividades-fim.

Crivella flexibiliza atividades

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou o início da flexibilização das restrições impostas às atividades econômicas da cidade, a partir de amanhã. Começa com a reabertura das lojas de conveniência dos postos de combustíveis e lojas de materiais de construção.

Gerdau fornece aço para 100 leitos em São Paulo

A Prefeitura de São Paulo anunciou parceria da Ambev com a Gerdau e o Hospital Israelita Albert Einstein para construir um novo centro de tratamento para a covid-19 – doença causada pelo vírus -, com 100 leitos hospitalares que atenderão o público exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde. O aço será fornecido pelo Grupo Gerdau. A parceria pretende entregar os leitos em 40 dias.

 

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Flávio Pereira

Polêmico, Bolsonaro defende quarentena seletiva apenas para idosos
Em videoconferência, governador alinhará ações com prefeitos
Deixe seu comentário
Pode te interessar