Quarta-feira, 27 de Maio de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
11°
Fair

Política Governo federal lança programa de arrecadação de recursos para financiar trabalho voluntário

Compartilhe esta notícia:

A primeira-dama Michelle Bolsonaro discursou durante o lançamento do programa

Foto: Carolina Antunes/PR
A primeira-dama Michelle Bolsonaro discursou durante o lançamento do programa. (Foto: Carolina Antunes/PR)

O governo federal lançou, nesta terça-feira (07), um programa que tem como objetivo arrecadar recursos para entidades sem fins lucrativos que atuam junto a grupos vulneráveis da sociedade. O anúncio contempla ações para minimizar os efeitos da pandemia de coronavírus.

O projeto, chamado Arrecadação Solidária, é uma parceria do programa Pátria Voluntária, do governo, com a Fundação Banco do Brasil. As doações poderão ser feitas por pessoas físicas e jurídicas por meio de dois sites: www.gov.br/todosportodos e patriavoluntaria.org. O valor mínimo é R$ 30.

Para facilitar as doações, a operações também poderão ser feitas por cartão de crédito e transferências bancárias. A operacionalização dos depósitos será realizada pela Fundação Banco do Brasil.

O Banco do Brasil anunciou uma conta para receber doações voltadas ao combate ao novo coronavírus: Banco do Brasil (001); Agência: 1607-1; Conta corrente: 19.019-5.

“O objetivo principal dessa ação é fomentar a prática da solidariedade. Pessoas físicas e jurídicas poderão, por meio de doações, apoiar entidades sem fins lucrativos que atuam em prol de serviços voluntários ao próximo. Nossa prioridade será direcionar esforços ao grupo de risco, principalmente aos idosos”, disse a secretária-executiva do programa Pátria Voluntária, Adriana Ramos.

Ela afirmou que será formado um conselho, designado pela Casa Civil, constituído por membros de diferentes ministérios, para administrar o projeto. “É importante destacar que trabalharemos com transparência e prestação de contas à sociedade”, disse.

Na cerimônia, o ministro da Casa Civil, Walter Braga Neto, e o presidente da Fundação Banco do Brasil, Asclepius Ramatiz Lopes Soares, assinaram um acordo de cooperação técnica para viabilizar a promoção de ações emergenciais de combate à pandemia do novo coronavírus.

Em discurso, Braga Netto afirmou que o governo federal realiza ações em diferentes áreas para “solucionar a crise” pela qual o País passa, entre as quais, a campanha de arrecadação lançada nesta terça-feira. Segundo o ministro, os recursos serão destinados a quem mais sofre com “os efeitos negativos” da crise. Braga Netto ainda declarou que o País “não pode parar”.

Primeira-dama

A primeira-dama Michelle Bolsonaro, presidente do Conselho do programa Pátria Voluntária, afirmou, durante a solenidade, que o País precisa “mais do que nunca” do trabalho de voluntários para enfrentar a pandemia do novo coronavírus e auxiliar pessoas mais frágeis e vulneráveis.

Michelle disse compreender e respeitar a apreensão com o futuro do Brasil e ressaltou que compartilha dessa “angústia”. “Estamos vivendo um momento difícil em nosso País, compreendo o receio e a apreensão a respeito do nosso futuro. Queremos proteger nossos entes queridos e queremos impedir que o vírus faça vítimas em nossas famílias. Saibam que entendo, respeito e compartilho de sua angústia”, afirmou.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, não compareceu ao lançamento do programa, realizado em Brasília.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Preso motorista de caminhão que vendia álcool em gel falsificado no litoral gaúcho
Previsão de déficit do setor público aumenta para R$ 500 bilhões, aponta o Tesouro Nacional
Deixe seu comentário
Pode te interessar