Sexta-feira, 07 de Agosto de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
17°
Fair

Política Governo quer dobrar participação do modo ferroviário em oito anos

Compartilhe esta notícia:

Atualmente setor responde por 15% do transporte no Brasil

Foto: Beth Santos/Secretaria-Geral da PR
Atualmente setor responde por 15% do transporte no Brasil. (Foto: Beth Santos/Secretaria-Geral da PR)

A participação das ferrovias no total de transportes no Brasil deve chegar a mais de 30% em até oito anos. Esse é o plano do governo federal, de acordo com o ministro da Infraestrutura Tarcísio de Freitas. Ele discutiu as ações do Executivo para a área em webinar promovido pela Revista Ferroviária nesta sexta-feira (10).

Atualmente, o modo ferroviário responde por 15% do ecossistema de transporte brasileiro. A meta é dobrar isso nos próximos oito anos. Freitas defendeu que a consecução deste objetivo deverá ser garantida a partir das concessões de ferrovias planejadas do Executivo.

“A estratégia ferroviária pretende reequilibrar a matriz de transportes e dobrar a participação do modo ferroviário em oito anos, a partir dos investimentos planejados e plantados. Vamos trazer inovações para o marco regulatório de maneira que facilite a chegada do investimento privado”, disse o ministro no debate virtual.

O titular da pasta da Infraestrutura defendeu e apontou benefícios das concessões. Segundo ele, este modelo poderá gerar investimentos e melhorar a qualidade do serviço com redução dos tempos de viagem, melhoria da segurança e diminuição dos custos de operação.

Além das novas concessões e autorizações, o ministro citou também dentro das estratégias a renovação antecipada de contratos. Ele projetou que os investimentos mobilizados com essas medidas podem ficar entre R$ 40 bilhões e R$ 100 bilhões.

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Política

Ex-ministro Sérgio Moro diz que sofreu “oposição interna” ao tentar liderar combate à corrupção
Brasil tem mais de 1,8 milhão de casos do coronavírus, diz consórcio de veículos de imprensa
Deixe seu comentário
Pode te interessar