Terça-feira, 14 de Julho de 2020

Porto Alegre
Porto Alegre
Fair

Polícia Homem acusado de planejar a morte da mulher em falso assalto em Canoas é condenado a 22 anos de prisão

Compartilhe esta notícia:

O crime ocorreu em setembro de 2016

Foto: Reprodução

O Tribunal do Júri da Comarca de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, considerou André Ellwanger Friedrich culpado pelo assassinato da sua mulher, Andressa Friedrich, ocorrido em setembro de 2016 em uma simulação de assalto em frente à residência do casal no município.

A sessão de julgamento, que durou dois dias, terminou na noite de quarta-feira (04). Funcionário e comparsa de André, Anderson José dos Santos também foi considerado culpado. Os sete jurados apontaram André como responsável pelo homicídio qualificado (meio que dificultou a defesa da vítima e feminicídio) e Anderson por homicídio simples.

Penas

A juíza Betina Mostardeiro Mühle de Constantino estabeleceu a pena de André em 22 anos e nove meses de reclusão em regime inicial fechado. O fato de o crime ter sido cometido na presença da filha do casal foi fator de aumento da pena.

Anderson recebeu pena de cinco anos de reclusão (o regime inicial será o aberto em função do desconto pelos dias cumpridos em prisão preventiva).

Denúncia

Segundo a denúncia do Ministério Público, André não aceitava a possibilidade de separação do casal, o que implicaria na divisão de bens com a mulher, e pagou o seu então funcionário para simular o assalto e matá-la.

A vítima tinha 25 anos e era corretora de seguros. O crime ocorreu no bairro Estância Velha.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Congresso prevê cortes em saúde, educação e infraestrutura para aumentar o fundo eleitoral
INSS notifica 1,8 milhão de aposentados e pensionistas sobre risco de corte de benefícios
Deixe seu comentário
Pode te interessar