Segunda-feira, 22 de julho de 2024

Porto Alegre

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Polícia Homem que matou a ex-companheira, uma idosa de 69 anos, é condenado a 39 anos de prisão no interior do RS

Compartilhe esta notícia:

O homem bateu a cabeça da ex-companheira contra o chão e asfixiou a idosa

Foto: Agência Brasil
O homem bateu a cabeça da ex-companheira contra o chão e asfixiou a idosa. (Foto: EBC)

O Tribunal do Júri de São Lourenço do Sul condenou um homem de 45 anos a 39 anos de prisão pelo feminicídio da sua ex-companheira. A vítima, uma idosa de 69 anos, tinha medida protetiva contra o assassino. O crime ocorreu no dia 13 de outubro de 2022, no município da Região Sul do Estado, porque o réu não aceitava o fim do relacionamento.

Na ocasião, o homem bateu a cabeça da ex-companheira contra o chão e asfixiou a idosa. O julgamento foi realizado na sexta-feira (5).

De acordo com o promotor de Justiça Márcio Schlee Gomes, o crime teve as qualificadoras de meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima, o fato envolvendo a questão de gênero em si, além de duas circunstâncias que majoram a pena: delito praticado em descumprimento de medida protetiva e o fato de a vítima ter mais de 60 anos.

Além da pena de reclusão, o condenado terá que pagar uma indenização de R$ 60 mil aos familiares da sua ex-companheira. “Ele já tinha um histórico de violência contra a vítima e, no dia do crime, invadiu a casa dela e a matou com requintes de crueldade, batendo com a cabeça dela no chão e mediante asfixia”, ressaltou Gomes.

O promotor destacou que, quando houve o feminicídio, o réu confessou o crime e foi preso em flagrante. Desde então, ele se encontra no sistema prisional.

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Polícia

Operações de reconstrução no Aeroporto Salgado Filho estão isentas de ICMS até o fim do ano
30% dos brasileiros já precisaram realizar reparos ou adaptações em suas residências por causa de fenômenos climáticos
https://www.osul.com.br/homem-que-matou-a-ex-companheira-uma-idosa-de-69-anos-e-condenado-a-39-anos-de-prisao-no-interior-do-rs/ Homem que matou a ex-companheira, uma idosa de 69 anos, é condenado a 39 anos de prisão no interior do RS 2024-07-06
Deixe seu comentário
Pode te interessar