Domingo, 28 de novembro de 2021

Porto Alegre
Porto Alegre
21°
Mostly Cloudy

CADASTRE-SE E RECEBA NOSSA NEWSLETTER

Receba gratuitamente as principais notícias do dia no seu E-mail ou WhatsApp.
cadastre-se aqui

RECEBA NOSSA NEWSLETTER
GRATUITAMENTE

cadastre-se aqui

Mundo Índia condena à prisão perpétua homens que estupraram turista dinamarquesa

Compartilhe esta notícia:

A Índia, que desde agosto registra o recorde mundial diário de aumento do número de casos de Covid-19, se esforça para retomar as atividades. (Foto: Reprodução)

Os cinco homens condenados na última segunda-feira pelo estupro coletivo de uma turista dinamarquesa em Nova Déli, na Índia, foram sentenciados à prisão perpétua nesta sexta-feira, reportou o jornal indiano The Hindu. Ao proferir a sentença, o juiz Ramesh Kumar livrou o grupo da obrigação de pagar uma indenização à vítima em função das péssimas condições econômicas dos condenados, transferindo à Autoridade de Serviços Legais de Nova Déli a tarefa de oferecer uma compensação adequada para a turista que sofreu o abuso.

Taj Mahal

Em janeiro de 2014, nove homens violentaram e roubaram a turista de 52 anos que estava perdida na capital indiana. Depois de visitar o Taj Mahal, ela pediu informações ao grupo sobre a localização do hotel e foi atacada. Além dos cinco condenados, três jovens estão sendo julgados separadamente – pela Justiça juvenil da Índia – e o nono acusado acabou morrendo durante o julgamento.

No mesmo mês em que a dinamarquesa foi atacada, outros casos de estupro de turistas chocaram o país. Uma mulher polonesa que viajava de carro com a filha pequena foi drogada e estuprada, e uma voluntária alemã de 18 anos foi violentada em um trem que se dirigia à cidade de Chennai, no Sul do país. (Veja)

Compartilhe esta notícia:

Voltar Todas de Mundo

Ex-delegado do Rio é condenado a quase 100 anos de prisão. Ele chefiava quadrilha que extorquia empresários
Brasileira é suspeita de liderar rede de prostituição na França
Deixe seu comentário
Pode te interessar